sexta-feira, 27 de outubro de 2017

Arruda

Arruda


Hoje falaremos dessa erva poderosa e extremamente mí stica cujos benefícios são conhecidos de longa data. Muitas plantas são consideradas sagradas no Brasil e em várias outras partes do mundo e uma dessas plantas é a Arruda. Uma curiosidade dessa erva é que existe a arruda macho e a arruda fêmea. A arruda macho pode ser reconhecida pela característica de possuir as folhas maiores e mais arredondadas e ter um cheiro bem forte. Vibra na irradiação de Exu e em alguns seguimentos da umbanda pode vibrar na irradiação de Ogum. Já a arruda fêmea possui folhas menores e cheiro mais suave e vibra na irradiação de Oxóssi. 

Como dito acima, a arruda nos acompanha há muito tempo. Na Grécia e em Roma ela era usada para banhos que tinham a finalidade de eliminar sarnas, piolhos e percevejo. Seus chás eram usados no tratamento de convulsões, febres e sangue presos, também conhecido como sangue pisado. Não parando por aí, ela era usada para "escalda-pés" onde as mulheres da época diziam ser um santo remédio para menstruações em atrasos.

Essa erva foi de grande destaque no período da peste negra, quando eles a maceravam em vinagre e a usavam como tônico para afastar doenças contagiosas. Essa tônico era usado nas máscaras de quem lidavam com os doentes e para a desinfecção dos objetos utilizado no tratamento.


A arruda é uma planta que pode se tornar tóxica se sua ingestão for utilizada em grande quantidade(acima de 2 folhas já se considera como alta quantia ),tornando-se prejudicial à saúde principalmente em pessoas que são mais sensíveis. Gestantes não devem ingerir de forma alguma, pois é uma planta abortiva. Ingerir em grande quantidade pode não causar o aborto e ainda prejudicar a saúde da gestante e a do bebê.

Na Umbanda, o seu uso foi trazido pelos pretos velhos e caboclos, para a preparação de banhos que têm poderes de descarrego. São também amuletos contra maus fluidos e benzeduras contra olho grande e, além disso , é usada na defumação de pessoas e ambientes por possuir o poder de afastar energias negativas.

Bruno de Oxóssi

4 comentários: