quarta-feira, 11 de outubro de 2017

Tome as rédeas da sua Vida

Tome as rédeas da sua Vida



Hoje eu resolvi escrever para vocês sobre minha experiência de vida, e que, às vezes, em algum momento poderá te servir.

Por anos eu tive medo de viver minha própria vida, sem coragem para fazer minhas escolhas, presa a opiniões e julgamentos dentro da minha família.

Nesses últimos dias, essa situação veio a afetar minha escolha religiosa e por um momento eu me vi longe da Umbanda.

Acho que seria hipocrisia dizer que não existe preconceito das pessoas quanto a nossa religião, porque existe sim, mas isso acontece por falta de conhecimento e muitas vezes por ideias deturpadas vindas de experiências negativas que viveram em lugares que não pregavam o amor e a caridade – sendo estes os princípios básicos da Umbanda.

É, eu tive minha prova de fé. Eu me vi frente a frente a uma situação que sempre me fazia deixar minhas escolhas de lado para viver uma vida que não era a minha e hoje eu resolvi dizer NÃO e pegar de volta as rédeas da minha vida.

NÃO a tudo que me prendia, me freava e me fazia deixar de lado as minhas vontades.


Não sei se vocês já passaram por situações deste tipo, mas queria dizer a vocês que não vale a pena o seu sofrimento, não vale a pena você se machucar em detrimento da vontade e das certezas de uma outra pessoa.

Para você ajudar alguém nessa vida você deve primeiro estar bem, estar inteiro. Então cuide de você, cuide da sua vida e siga as suas próprias escolhas.

A partir do momento que você se aceitar e aprender que você é a pessoa mais importante na sua vida as coisas vão fluir, pois nesse momento você vai estar pronto para ajudar e acolher todos que vierem a você precisando de ajuda, já que você soube se ajudar em primeiro lugar.

Faça a si algumas perguntas caso passe por algo do tipo, as mesmas perguntas que sábias entidades me fizeram: “Você está disposta a deixar de viver sua vida?” “ Por que as pessoas podem se impor na sua vida e você não se impõe na sua própria vida?”

Faça as pessoas te respeitarem, e sempre que necessário diga NÃO, pois o não é uma palavra libertadora, e quando você aprender a usá-la vai entender sua força.

“A coragem está dentro de você, basta você querer usá-la”. (Caboclo Sete Flechas)

Luiza de Oxum

Um comentário: