sexta-feira, 1 de junho de 2018

Amor em primeiro lugar

Amor em primeiro lugar

Durante uma incorporação, Tia Maria da Bahia me ensinou que não importa o quanto alguém me magoou ou tenha me feito mal, ou tenha falado mal ou inverdades sobre a minha pessoa. O meu papel como umbandista é propagar o amor. Se alguém me fez mal, que eu faça o bem a ela, e caso o outro não queira receber, é apenas uma questão do outro e não minha. 
Tia Maria me mostrou que eu já errei muito, que ainda erro muito e que, várias vezes, intencionalmente ou não, eu magôo as pessoas. Pessoas que me amam, que querem meu bem. E mesmo assim nenhuma dessas pessoas me ataca, sempre tendo o amor por onde vou. Sou uma mulher de muita sorte, muito amada, apesar do meu jeito ríspido. Ninguém tem obrigação de me entender e de passar a mão na minha cabeça, mas eu tenho o dever de entender e dar amor a todas as criaturas, inclusive e principalmente as que me fizeram mal.

Consegui lembrar-me de algumas palavras dela com quase total fidelidade:
“Existe a lei do retorno e cada um vai ter o que merece. Nunca se esqueça de que tudo que você faz volta pra você, independente do que você tenha feito, minha sobrinha. Te amo independente dos seus erros. Aprenda a amar seus irmãos independente dos erros deles. Se não há mais possibilidade de tentar ajudar ou de mostrar o certo, simplesmente vibre amor para eles. Fica na paz de Deus minha amada.”
Senti a energia saindo do meu corpo, consegui ainda a ver subindo, muito devagar e bem tranquila. Com seu paninho na cabeça, tercinho na mão e aquele sorriso que enche meu coração de alegria e doçura.
Fico somente na certeza de que tenho o privilégio de tamanho amor. E principalmente com aprendizado de ser mais tolerante. Sou cada vez mais forte e mais doce com a presença.
A benção minha Tia Maria da Bahia – preta velha mandingueira.


Tia Maria da Bahia, pela Medium Adriele de Iansã

Nenhum comentário:

Postar um comentário