sexta-feira, 17 de agosto de 2018

A Alma após a Morte

A Alma após a Morte

Hoje vou falar um pouco sobre o que o Allan Kardec quis nos passar em relação ao assunto “A alma após a morte” ,tema constante no capítulo 3 do livro II do livro dos espíritos. Os espíritos, após a morte, sempre permanecem com sua personalidade, e guardam a aparência de sua ultima encarnação, que se resulta em seu períspirito. Apenas levam consigo, após a morte, as lembranças, sendo boas ou ruins. Quanto melhores forem, mais fácil será para  a própria evolução e até mesmo a aceitação do momento. 
Na umbanda, da mesma forma, quanto mais pura for sua vida carnal, melhor é para a evolução. Vemos muitos casos sobre os sofredores que não aceitaram que desencarnaram e ficam acompanhando pessoas. Mas também vemos espíritos que vêm para nos ajudar e nos orientar de forma sábia e pura. Como sabemos que os espíritos após a morte lembram-se de suas vidas anteriores? Kardec cita em seu livro: ‘’Não tendes essa prova nas comunicações que recebeis? Se não fosseis cegos, veríeis; se não fosseis surdos, ouvireis; pois que muito amiúde uma voz vos fala, reveladora da existência de um ser que esta fora de vós.’’ O que entendemos disso, é que temos a prova a todo momento, basta abrir a mente, os olhos e os ouvidos. 


Na umbanda, muitas vezes estamos sentados ouvindo uma orientação, mas de repente já estamos ouvindo histórias de vida dos guias. Muitas vezes acontece de um guia usar um instrumento de trabalho por causa de algo que aconteceu em alguma encarnação. Muitos pensam que as almas após a morte fazem parte de um todo, como se todos fossem um só, com qualidades e defeitos únicos, mas não é assim que acontece. Se assim funcionasse, todas as comunicações do mundo espiritual ao carnal seriam exatamente iguais. Da mesma forma, não existiram espíritos bons, ruins, tristes, alegres, puros, sábios e poderosos, seriam todos iguais, com defeitos e qualidades exatamente iguais. Um exemplo sábio sobre isso na umbanda são as falanges. Sabemos que existem falanges com um nome, mas com vários espíritos que trabalham dentro da mesma e assim cada um vai trazer ensinamentos diferentes e vão tratar da mesma situação de forma diferente, pois têm experiências diferentes. Sobre a vida eterna o que devemos entender? Não existe vida eterna. Existe sim, o espirito eterno. 
Corpo é algo temporário e, após a morte, a alma volta à vida eterna. Os espíritos que conseguem sua evolução, após passar por sua provação, estão sujeitos a viver sua felicidade eterna. 
Muito axé! 


Ana Clara de Logunam

Nenhum comentário:

Postar um comentário