quarta-feira, 12 de dezembro de 2018

Bênçãos e Maldições

Bênçãos e Maldições

No livro II dos Espíritos capítulo 9 é tratado sobre as bênçãos e maldições, indagando-se sobre a possibilidade de benção e maldições atraírem o bem e o mal para aquele sobre quem são lançadas. Em suma, é explicado que Deus não escuta maldições injustas e que culpado se torna aquele que as proferiu. No entanto, existe o bem e o mal, e estes afetam a matéria, mas essa influência somente ocorre se for da vontade de Deus e tiver como função o aumento de prova para aquele que é dela objeto. Porém o habitual é serem amaldiçoados os maus e abençoados os bons, jamais sendo desviado da senda da justiça à Providência.

Na umbanda, existe o fundamento de que colhemos o que plantamos, a lei do retorno. Se desejamos o mal ou fazemos o mal a alguém, sofreremos com as consequências desse ato e o mesmo ocorre ao contrário, se fizermos o bem, e desejarmos o bem do nosso próximo, receberemos bênçãos em nossas vidas. Dessa forma fica a lição de estarmos sempre atentos às nossas atitudes e a forma como tratamos o nosso próximo. 


Luíza de Oxum

Nenhum comentário:

Postar um comentário