segunda-feira, 9 de julho de 2018

Seres Orgânicos e Inorgânicos

Seres Orgânicos e Inorgânicos 

Capítulo IV - Princípio Vital  - I - Seres Orgânicos e Inorgânicos 
Todos os corpos minerais, vegetais, animados ou inanimados, sólidos, líquidos ou gasosos, por mais infinita que seja a sua variedade, podem ser classificados em dois grandes grupos: Seres Inorgânicos e Seres Orgânicos.
Os seres inorgânicos são todos aqueles que não possuem vitalidade, nem movimentos próprios, sendo formados apenas pela agregação da matéria: os minerais, a água, o ar, etc.
Os seres orgânicos são os que têm animação, nos quais, além da matéria, existe uma fonte de atividade íntima. São aqueles que nascem, crescem, reproduzem e morrem, são dotados de órgãos especiais, que realizam diferentes atos da vida e apropriados a necessidade da própria conservação. Abarcam os homens, os animais e as plantas.
Os elementos formadores ( seres inorgânicos e seres orgânicos) são os mesmos, isto se dá porque há uma cadeia evolutiva envolvendo a criação divina. A diferença principal entre os seres inorgânicos e orgânicos é que nos seres orgânicos compreende-se a presença do princípio vital que se une a matéria inorgânica, animalizado-a.


Princípio vital é força motriz dos corpos orgânicos. Se estou em movimento, é porque existe um princípio vital ligada a essa matéria. Sem esse princípio vital, o que aconteceria com essa matéria, ia ficar inerte, logo, a morte. O princípio vital é o mesmo para todos os seres orgânicos, porém sensivelmente modificado segundo as espécies.
O fluido vital, também chamado de princípio vital, é a energia estruturadora da vida orgânica. Apesar de já contarmos, ao nascer, com certa quantidade de fluido vital, o nosso corpo precisa ser constantemente suprido deste fluido, em razão da sua constante utilização, principalmente nos processos ligados ao metabolismo. É, contudo, característica dos seres vivos a capacidade de produzir fluido vital, continuamente, a partir do Fluido Cósmico Universal, como também a capacidade de absorvê-lo diretamente, a partir dos próprios alimentos. 
Outra possibilidade de absorção do fluido vital, é através da transfusão fluídica. É justamente essa propriedade, característica do fluido vital, um dos fundamentos em que se baseia o passe.
A quantidade de fluido vital não é a mesma em todos os seres orgânicos: varia segundo as espécies, e não é constante no mesmo indivíduo, nem nos vários indivíduos de uma mesma espécie.
Os guias espirituais, por não possuírem fluido vital,  necessitam do nosso concurso, para os trabalhos a que se propõem.

Kah de Oxóssi

Nenhum comentário:

Postar um comentário