quarta-feira, 14 de novembro de 2018

Faculdade que têm os Espíritos de penetrar os nossos pensamentos

Faculdade que têm os Espíritos de penetrar os nossos pensamentos

Hoje iremos dar continuidade aos nossos textos e abordar um novo capítulo. Iremos falar sobre a “Faculdade que têm os Espíritos de penetrar os nossos pensamentos” no Capítulo IX, onde se explica a intervenção dos Espíritos no mundo corporal, Livro Segundo, p. 456-458. 

Kardec começa questionando se os Espíritos têm a capacidade de ver tudo que fazemos e se eles podem conhecer nossos mais secretos pensamentos. Os Espíritos respondem que sim, que podem ver o que fazemos, mas somente o que seja de interesse deles e que geralmente eles veem o que queremos esconder de nós mesmos, sendo atos ou pensamentos.

Na nossa querida Umbanda, podemos assimilar essa resposta dos Espíritos com os nossos Guias. Além de muitas vezes nos acompanharem em várias ocasiões do nosso dia a dia, vendo todas nossas atitudes e pensamentos, também têm o “correr gira” dos nossos guias, onde quando sentamos para conversar, pedir ajuda ou conselho, eles correm gira com os guias que nos acompanham para saber o que estamos passando, o que pensamos e quais são nossos atos e pensamentos mais ocultos que, muitas vezes, a maioria de todos esses pensamentos e atitudes nunca foram contados a alguém. 

Mas, também sabemos que estamos rodeados de Espíritos, não sendo somente nossos guias espirituais. Mesmo não vendo, sentindo ou ouvindo, eles estão entre nós, muitas vezes tentando encontrar seu caminho ou se divertindo com nossos problemas. Esses também têm a mesma faculdade de penetrar em nossos pensamentos e saber tudo que escondemos de nós mesmos. Por isso, muita das vezes, quando nos encontramos na mesma vibração que eles, a grande maioria consegue nos fazer pensar coisas ruins e tristes, interferindo em nossos pensamentos e, dependendo da nossa vibração, até mesmo em nossas atitudes.



Kardec dá continuidade às perguntas questionando se seria então mais fácil esconder algo de alguém que está encarnado do que dessa mesma pessoa desencarnada. E também questiona o que os Espíritos pensam sobre nós encarnados. Os Espíritos respondem que sim, é mais fácil esconder algo de alguém que não está desencarnado, uma vez que apenas os Espíritos têm a capacidade de penetrar nossos pensamentos e, quando ocultamos coisas até de nós mesmos, é comum que tenhamos Espíritos observando nossos pensamentos e atitudes. O que os Espíritos pensam sobre nós varia de um para outro. Como conhecemos, dentro da Umbanda, temos os Eguns, Kiumbas e Sofredores, que são Espíritos que ainda não conseguiram se desapegar do mundo material, e como dito um pouco mais acima, quando estamos na mesma vibração que eles, permitimos que nos ataquem com pensamentos. Muitos se divertem nos fazendo passar por algo que não ficamos satisfeitos e quando isso acontece geralmente xingamos, reclamamos, onde damos apenas mais força para que consigam nos acompanhar. Outros só estão sem entender o que ainda fazem aqui e estão atrás de ajuda e também tem os sérios onde sentem piedade por nossas dificuldades passadas e tentam nos auxiliar.

Nós Umbandistas acreditamos muito na questão de energia/vibração e que esses Espíritos somente conseguem penetrar nossos pensamentos de forma a nos atrapalhar se estivermos na mesma vibração que eles, que seriam vibrações baixas, de tristeza ou raiva. Nossos guias estão sempre nos ensinando a nos proteger desse tipo de situação, para não deixarmos que pensamentos que não são nossos interfiram, para que estejamos sempre em boas vibrações. 

Sabemos também que, além desses Espíritos, temos nossos guias nos acompanhando sempre e que nunca estamos sozinhos. Muitas vezes eles nos ajudam através dos nossos pensamentos para nos livrar de algo ou auxiliar no que estivermos precisando, o que muitas vezes chamamos de “intuição”. Como já me dizia a Vovó Catarina “... não deixe qualquer coisa entrar nessa sua cabecinha fia, Orai e Vigiai os pensamentos, isso é importante, filtre os que são seus e os que não são...”
Adorei as Almas! Salve a Umbanda!
“Fio, se suncê precisar, é só pensar na Vovó que ela vem te ajudar…”



Karolaine de Xangô

Nenhum comentário:

Postar um comentário