segunda-feira, 12 de junho de 2017

Cura pela fé

Cura pela fé 


 

     A busca por tratamentos espirituais está cada dia mais frequente. A necessidade começa quando a prática medicinal no plano físico não altera o estado do corpo. Assim, as pessoas vão à procura de um direcionamento espiritual.

    Os males físicos são causados por uma má utilização do corpo sagrado, sendo através de vícios, tal como, uma alimentação desequilibrada ou ,ainda, por meio de atitudes como a prática do egoísmo, orgulho, vingança, dentre outras que afastam o indivíduo do caminho de luz.

    A cura é a comunhão perfeita entre o enfermo e as forças espirituais. Estas oferecem fluidos vitais para aquele que busca a purificação dos sentimentos, pensamentos e emoções.

    Você recebe aquilo que faz por merecer. Uma pessoa com câncer, por exemplo, que está em busca de cura, mas permanece vivendo nos mesmos erros, vai continuar com aquela doença afetando seu corpo até que ocorra a comunhão, ou seja, a correlação de interesses da entidade e do sujeito.

    As doenças são uma forma do encarnado evoluir, pois o estado normal do corpo é ser saudável. Aquele que adquire enfermidades no decorrer da sua vida terrestre está com um conflito de finalidade espiritual. Cita-se como exemplo um homem muito orgulhoso que é acometido por uma doença que o
coloca dependente do próximo.  Ele permanecerá nessa situação até que entenda o motivo. A fuga dos seres humanos de enfrentarem os problemas adoece o corpo físico e espiritual. Não se deve esperar ter uma vida plena se suas atitudes não condizem com a função da encarnação.

    A cura espiritual é a permissão que o Pai Oxalá dá à entidade curadora para com o espírito encarnado, visto que este está em desenvolvimento e discerne bem sobre a função terrestre do espírito, concluindo que o melhoramento começa por suas atitudes.

    Entender nossa finalidade nesse plano é o primeiro passo para se conseguir a cura.

   Entidades que trabalham com a cura: Exu Curador, Exu 7 Catacumbas, Exu 7 Capa Preta, Exu Pimenta entre outras.

Lara de Ogum Iara

Nenhum comentário:

Postar um comentário