sexta-feira, 3 de maio de 2019

Necessidade da Vida Social

Necessidade da Vida Social 

Em continuidade aos estudos referentes às Leis Morais, o texto em questão iniciará o estudo do capítulo VII, da parte terceira do livro dos espíritos, que trata acerca da LEI DE SOCIEDADE. Hoje, em específico, o tema exposto é A NECESSIDADE DA VIDA SOCIAL. 

A vida social é uma Lei da Natureza e não poderia ser de modo diverso. O progresso do Ser Humano é inerente à sua existência e para que isso ocorra é indispensável que exista o convívio com seu semelhante. Dessa forma, conforme abordado no livro, viver em completo isolamento é ferir a lei divina, visto que a solidão total possui como consequência a privação da evolução, que deve ser realizada em conjunto e em auxílio mútuo entre os encarnados.
Excetuando Deus, ninguém sabe de tudo. Sempre haverá algo que eu não saiba e que você sim. Ou há algo que eu faça melhor e que você já não tenha tanta aptidão para realizar.  E Deus atua em nós e em nossas vidas, através de Seus filhos, ou seja, através de nós mesmos. Por isso é tão importante a vida em sociedade, para que aprendamos um com o outro.


Basta olharmos para a imensidão do mundo no qual vivemos e observar Ele agindo através das mãos humanas. São tantas obras que nos trazem conforto, educação, bem estar, expansão da consciência e outras milhares bênçãos que eu não conseguiria descrever neste simples texto.  

Sem dúvidas, uma das formas mais efetivas de se crescer, seja moral, intelectual ou espiritualmente é através do convívio. Não raras vezes, grandes aprendizados vêm de relações difíceis, com as quais temos a oportunidade de aprender a amar mais, a perdoar, a ter olhar de compaixão para com o próximo. Da mesma maneira, quando somos nós os agentes das dores no outro, temos a chance de enxergar nossos erros e dificuldades, crescer com eles, pedir perdão e reconhecer que todos nós carregamos falhas.

Receber inesperadamente uma palavra de consolo, quando necessitamos, um abraço afetuoso, uma mensagem ao telefone, um bom dia, um sorriso sincero ou qualquer outro gesto simples que seja, é visualizar a providência divina agindo nas relações humanas. Muitas respostas de nossas orações, indagações ou dúvidas chegam através das palavras proferidas pelo homem, pois Deus se comunica conosco também através de alguém que divinamente cruza nosso caminho.


Devemos, portanto, em nossos relacionamentos, independente do grau de afinidade, olhar o outro como ele realmente é: Instrumento de Deus a auxiliar nosso progresso. E, além disso, recordar quem realmente somos: Instrumento de Deus a auxiliar o caminho daquele com o qual encontramos em uma dessas encruzilhadas da vida.

Trazendo em um contexto umbandista, como já dito em textos anteriores, a Umbanda nos ensina e auxilia a caminharmos conforme as leis divinas. Inclusive, a Lei em estudo é vivida de uma forma muito concreta dentro de um terreiro. Assim como em qualquer outro grupo, seja religioso, profissional, ou de outra natureza, há uma convivência que pode ensejar circunstâncias diversas e, sobretudo, muito aprendizado.


Natália de Iemanjá

Nenhum comentário:

Postar um comentário