terça-feira, 22 de agosto de 2017

Orixá Exú

Orixá Exú


Para começar a entender o Orixá Exú, caso não tenha lido o texto sobre Orixá, clique em cima da palavra Orixá e leia antes de prosseguir, caso contrário pode haver uma confusão, pois irei esclarecer sobre o Orixá Exú e não sobre entidades Exú. Como sabemos Orixá é uma força divina, ou seja, um poder divino, já a entidade é um espírito com essência divina que toda criação tem.

O surgimento do Orixá Exú dá-se no início da criação divina, Olorum(Deus) exteriorizando sua vontade, necessita assim de uma energia exteriorizadora que assente todas as demais energias, sendo Orixá Exú a energia que assenta as demais energias, trazendo assim Oxalá(energia divina) e após Logunam(energia divina do tempo) e assim por diante os demais Orixás(energias). Desta maneira podemos entender o porquê se diz que Exú está em tudo, pois devido ser a energia base onde está assentada toda energia divina ele se encontra juntamente com ela em todos os locais. Como símbolo deste Orixá encontramos o tridente, também símbolo da entidade Exú, devido sua característica tripolar, ou seja, apresenta de um lado o negativo, no meio neutro e no outro lado o positivo, sendo um grande estabilizador da energia divina, quando algo está em desacordo a energia deste Orixá que regula para que a força divina permaneça sempre em harmonia.

A entidade Exú tem como base de sua energia o Orixá Exú, sendo assim a sua compreensão para revelação dos mistérios das entidades Exú que equilibram as ações dando suporte para que tudo da criação ocorra, ainda são os mensageiros do mundo espiritual. Em todo trabalho de umbanda o Orixá Exú deve ser o primeiro oferendado devido suas características de mensageiro e dar assentamento para que as coisas ocorram. Em um ponto cantado para a linha de Exú revela essa característica, "A Umbanda sem Exú não se faz nada", nos mostrando a importância dessa energia que organiza o trabalho, protege e leva todas as mensagens ao mundo espiritual com segurança.



Orixá Exú é a fonte vitalizadora, dando o suporte e sustentação aos trabalhos. Também é esse Orixá que da vazão às energias negativas de maneira a estabilizar o trabalho que está sendo feito.

Existem apenas dois Orixás presentes em todos os lugares, sendo eles, Orixá Oxalá e Orixá Exú. Orixá Exú na gênese é o vazio que é colocado a criação e Oxalá é a criação que é colocada no vazio, então Orixá Exú é como se fosse o irracional e Oxalá o racional, porém um não existe sem o outro e para existência do racional o Orixá Exú transforma tudo de acordo com a necessidade, por isso se diz que Orixá Exú não é certo nem errado é justo, para manter a ordem universal ele transforma o errado no certo, o certo no errado, o claro no escuro e o escuro no claro, evidenciando o antagonismo universal que precisa de um equilibro, este dado por Orixá Exú.



Os filhos de Exú são dados a paixões e conquistas. São enérgicos, alegres, brincalhões, atraentes, carismáticos e sabem retribuir o favor ou a dor. Apesar da associação errônea com o diabo, o Exú é a ponte entre os sentimentos mais humanos e as noções superiores dos orixás. Filhos de Exú são muito dados às paixões e conquistas. São enérgicos, alegres, brincalhões, atraentes, carismáticos. Mesmo que não sejam tão belos como os filhos de Oxum, são magnéticos e têm boa lábia e a capacidade de apaziguar ou instalar a guerra, de acordo com o que pede a situação, mas principalmente, de acordo com o que lhes é feito. A reciprocidade torna o filho de Exú alguém difícil de lidar às vezes pois se é ferido, fere, mas se é amado, ama.

Sua cor é o preto, justamente por simbolizar o vazio que dá a sustentação, seu dia é segunda-feira, comemora-se no dia 13 de junho e é sincretizado em Santo Antônio. Sua saudação é Laroyê Exú! Exú é Mojubá, que significa Exú mensageiro, eu te saúdo!

Laroyê Exú! Exú é Mojubá!

Igor ∴ de Oxum

Um comentário:

  1. Simplesmente adorei.
    Sempre fui apaixonado por essse Orixá,e lendo esse texto do blog me apaixonei mais ainda.Estou em preocesso de desenvolvimento,e por isso não sei qual Orixá que rege minha coroa,mas se pudesse escolher concerteza seria Orixá Exu. Laroyê Exú! Exú é Mojubá!

    ResponderExcluir