sábado, 5 de agosto de 2017

Oxum

Oxum


  Orixá cultuado na Umbanda e no Candomblé(com nomes de Dandalunda ou Aziri dependendo da Nação), seu nome significa 'Senhora da água', seu ponto de força são as águas doces. Oxum compõe a segunda linha da Umbanda que é o AMOR, sendo ela responsável por irradiar essa característica divina para todos os seus filhos. No lado absorvedor dessa energia quando está em excesso trazendo prejuízo ao ser temos o Orixá Oxumaré que será explicado no texto seguinte.

   Temos diversas lendas ao pesquisar sobre este Orixá que é considerado um dos mais belos na umbanda, porém as lendas são para explicar as energias do Orixá, vamos falar sobre as energias(divinas) emanadas por este Orixá. Seu ponto de força são as águas doces(rios e cachoeiras), carregando minerais através de suas águas e espalhando por todo planeta. Esse ponto de força demonstra uma de suas características que é a geração da vida, pois toda vida precisa de água e minerais, enquanto Iemanjá é responsável pela gestação, Oxum é responsável pela fecundação, por este motivo é comum em cultos afro-descendentes ao querer engravidar mulheres fazerem oferendas à Oxum.

   Chamada de Mamãe Oxum, suas características são a beleza, amor e riqueza, sendo também chamada de senhora do ouro. Também conhecida como 'Rainha dos Ijexás', os Ijexás fazem parte de um grupo étnico dos africanos Iorubás, sendo seu maior culto à Oxum, seu culto é tão importante na África que na Nigéria temos o Rio Oxum(Osún) e seu bosque sagrado.


   O movimento dos rios e das cachoeiras lembram nossa Mamãe Oxum, que carrega o amor, a beleza e a riqueza, mostrando que por maior que seja a dificuldade o amor sempre encontra seu caminho e os obstáculos por mais difíceis que parecem com o tempo o amor irá vencer modificando o rústico em maleável, pois a água sempre encontra um caminho e passa pelas pedras e ao bater nas pedras ao longo do tempo muda sua paisagem se tornando mais arredondadas e lisas, carregando os minerais, riqueza, distribuindo ao longo do rio.

   A imagem de Oxum é uma mulher bela, com roupa amarela e o espelho em uma das mãos chamado Abebé. Em cultos de Candomblé ela carrega na outra mão uma adaga(espada curta) por ser guerreira ou Ofá(arco e flecha sagrado por Oxóssi) por sua ligação com rei das matas Oxóssi. Na umbanda cultuamos apenas com espelho na mão. Ela é bela por representar beleza, sua roupa é amarela representando riqueza e o espelho na mão (abebé) olhando para si mesma simboliza a divindade que todos temos, ao olhar para nós mesmos, "Fiat Lux" interior, onde cada um ao olhar para si deve enxergar dentro de si, reconhecer todos defeitos e erros para poder corrigi-los e o verdadeiro amor manifeste, deixando de lado o ego e aflorando o autoamor, sendo símbolo da própria verdade.

   Sobre os filhos e filhas de Oxum, o qual muda a personalidade se for homem ou mulher colocarei abaixo o que melhor define retirado do Instituto Sete Porteiras:

"Os filhos e filhas de Oxum amam espelhos, jóias e ouro; são impecáveis no trajar e não se exibem publicamente sem primeiro cuidar da vestimenta, do cabelo e, as mulheres, da pintura. As pessoas de Oxum são vaidosas, elegantes, sensuais, adoram perfumes, jóias, roupas bonitas, tudo que se relaciona com a beleza.
Talvez ninguém tenha sido tão feliz para definir a filha de Oxum como o pesquisador da religião africana, o francês Pierre Verger, que escreveu: “o arquétipo de Oxum é das mulheres graciosas e elegantes, com paixão pelas jóias, perfumes e vestimentas caras. Das mulheres que são símbolo do charme e da beleza. Voluptuosas e sensuais, porém mais reservadas que as de Iansã. Elas evitam chocar a opinião pública, à qual dão muita importância. Sob sua aparência graciosa e sedutora, escondem uma vontade muito forte e um grande desejo de ascensão social”.
Os filhos de Oxum são mais discretos, pois, assim com apreciam o destaque social, temem os escândalos ou qualquer coisa que possa denegrir a imagem de inofensivos, bondosos, que constroem cautelosamente. A imagem doce esconde uma determinação forte e uma ambição bastante marcante. Os filhos de Oxum têm tendência para engordar; gostam da vida social, das festas e dos prazeres em geral. Gostam de chamar a atenção do sexo oposto.
O sexo é importante para os filhos de Oxum. Eles tendem a ter uma vida sexual intensa e significativa, mas diferente dos filhos de Iansã ou Ogum. Representam sempre o tipo que atrai e que é, sempre perseguido pelo sexo oposto. Aprecia o luxo e o conforto, é vaidoso, elegante, sensual e gosta de mudanças, podendo até ser infiel. Desperta ciúmes nas mulheres e se envolve, por vezes, em intrigas.
O arquétipo psicológico associado a Oxum se aproxima da imagem que se tem de um rio, das águas que são seu elemento; aparência da calma que pode esconder correntes, buracos no fundo, grutas tudo que não é nem reto nem direto, mas pouco claro em termos de forma, cheio de meandros.
Pode vir a ser interesseiro e indeciso, mas seu maior defeito é o ciúme. Um dos defeitos mais comuns associados à superficialidade de Oxum é compreensível como manifestação mais profunda: seus filhos tendem a ser fofoqueiros, mas não pelo mero prazer de falar e contar os segredos dos outros, mas porque essa é a única maneira de terem informações em troca.
Os filhos de Oxum preferem contornar habilmente um obstáculo a enfrentá-lo de frente. Sua atitude lembra o movimento do rio, quando a água contorna uma pedra muito grande que está em seu leito, em vez de chocar-se violentamente contra ela. Por isso mesmo, são muito persistentes no que buscam, tendo objetivos fortemente delineados, chegando mesmo a ser incrivelmente teimosos e obstinados.
Entretanto, às vezes, parece esquecer um objetivo que antes era tão importante, não se importando mais com o mesmo. Na realidade, estará agindo por outros caminhos, utilizando outras estratégias.
Oxum é assim: bateu, levou. Não tolera o que considera injusto e adora uma pirraça. Da beleza à destreza, da fragilidade à força, com toque feminino de bondade."

   No sincretismo temos Oxum como Nossa Senhora da Conceição, comemorando seu dia 08 de dezembro e seu dia da semana é sábado. Sua cor é amarelo. Sua saudação "Ora iê iê ô", que significa salve a senhora bondosa ou salve mãezinha benevolente. Pedras temos a Pirita e do Citrino para a energia da riqueza, Quartzo Rosa, Rodocrasita e também a Lepdolita para a energia do Amor. Flores temos Rosas amarelas, Rosas Cor de Rosa, Lírios em geral. As frutas são o mamão, laranja doce, maracujá doce, elas controlam a fecundidade. Algumas ervas Jasmim, Erva -Cidreira, Colônia, Agoniada, Camomila, Lágrimas de Nossa Senhora, Erva Doce, Boldo, Vitória-Régia, Gengibre, Agrião, Coentro, Celidônia.

Ora iê iê ô! 
Salve nossa mamãe Oxum



Igor ∴ de Oxum


Nenhum comentário:

Postar um comentário