quinta-feira, 24 de agosto de 2017

Orixá Ibejis

Orixá Ibejis


Orixás cultuados na nossa querida umbanda, de força extrema, conhecidos por alguns como Orixás-crianças. Ibejis são duas divindades, gêmeos da criação, sincretizados com os Santos Católicos Cosme e Damião, sendo também associados às lendas dos gêmeos africanos Taiwo e Kainde, sendo Taiwo "o que sentiu primeiro" e Kainde "o que demorou a sair". Temos também na formação dessa força de Orixá uma terceira divindade que complementa os Ibejis, conhecida por Doum. Em Iorubá a palava Doum "Idowu" atribui nome do filho que nasce na sequência de gêmeos e tem também relação com o termo "dohoun" que significa "parecido com ou semelhante ou igual a". No sincretismo católico Doum é companheiro de Cosme e Damião.

Cosme(esquerda) Doum(meio) Damião(direita)

Orixás do amor e a união, da alegria, regem a infância até adolescência, a ingenuidade do ser. Tudo aquilo que inicia na vida está relacionado aos Ibejis, desde o nascimento de um inseto ao de um ser humano, ou nascimento de um rio ou do nascer do sol.


Como sabemos Orixás não incorporam, manifestam de dentro do ser para fora do ser, mostrando o poder das divindades, porém nos Ibejis não existe nem esse manifesto na umbanda. O que acontece que sua energia é trazida na gira que conhecemos de gira de Erês, ou gira das Crianças, pois é a linha de trabalho que esse Orixá rege, trazendo os espíritos com arquétipos de crianças  para demonstrar a força da pureza e juventude e do amor que podemos ter nas coisas simples.

É comemorado do dia dos Ibejis em 27 de setembro, dia da consagração de São Cosme e São Damião, suas cores são azul e rosa, pontos de força são parques e jardins, elemento terra, saudação "Oni Beijada!", oferenda balas, doces refrigerantes e sucos. 


Que a luz e a pureza dos Ibejis possa adentrar em seu coração!
Oni Beijada!
Igor de  Oxum

Nenhum comentário:

Postar um comentário