sexta-feira, 30 de março de 2018

Quaresma e Umbanda

Quaresma e Umbanda



A quaresma é um período muito significativo na cultura judaico-cristã, e esse nome advém dos quarenta dias retratados na Bíblia Sagrada Cristã quando Jesus foi tentado pelo “demônio” ou pelas “sombras” a entrar em Jerusalém. O número 40 é citado várias vezes e possui grande mistério na cultura Cristã. Foram 40 dias de dilúvio, 40 dias Moisés no monte Sinai, 40 dias o profeta Elias leva para chegar ao monte Horeb e encontrar com Deus, 40 dias de penitência dos cidadãos de Nínive para alcançar perdão de Deus, 40 anos Israel goza da paz sob os Juízes, 40 anos os reinados dos três primeiros reis de Israel(Saul, Davi e Salomão), 40 anos o povo judeu caminhou pelo deserto, 40 dias após seu nascimento Jesus foi levado ao Templo para reconhecimento do Senhor, 40 dias e 40 noites Jesus passou no deserto sem comer antes de iniciar sua “vida pública”, 40 dias Jesus ficou em terra após ressuscitado antes de subir aos céus.

Por base em todas essas passagens citadas tanto no Velho e Novo testamento, podemos refletir a importância e o simbolismo de tal número. Porém em outra oportunidade será escrito sobre tal simbolismo. Mas o que seriam os 40 dias da quaresma? O que essa passagem nos revela e quer nos mostrar? E o que isso tem ligação com a Umbanda?

Temos que entender que a quaresma é o que antecede à Páscoa e, simbolicamente, tem duas representações diferentes da vida de Cristo em tempos diferentes. Uma é seu sacrifício enfrentando o demônio no deserto 40 dias e 40 noites e outra é sua morte numa sexta-feira e sua ressurreição no domingo de Páscoa.
A compreensão se torna clara quando podemos notar que antes dos 40 dias e 40 noites no deserto, Cristo é batizado e, então a partir daí, começa a transformação. E para isso ele enfrenta o demônio sozinho até a chegada em Jerusalém aonde chega purificado.

No catolicismo, o fiel, nesse período, entra em jejum, em prece e em oração e alguns creem que é o tempo em que o demônio estaria “solto” sendo necessário se manterem em boas energias para enfrentá-lo. Na umbanda não é muito diferente, mas contém diferentes pontos de vista. 


A Umbanda é uma religião que surgiu através de vários princípios religiosos e um deles é o Cristão. Cada terreiro tem sua prática voltada a uma vertente e cultura. Falarei do nosso terreiro, Tenda de Umbanda Caboclo Sete Flechas e Cabocla Jurema. 

Uma coisa interessante de ser notada é que nesse período de quaresma Jesus nos deixa a mensagem de enfrentarmos nossos próprios “demônios”, ou seja, nossos próprios defeitos. Enfrentar o próprio EU, entrar em nosso deserto interior onde iremos encontrar apenas nós mesmos e nossos defeitos e enfrentá-los para conseguirmos alcançar o caminho correto traçado a cada dia e a cada ano de nossa existência terrena. Esse período se repete todo ano para sempre nos lembrarmos que devemos nos colocar em retiro interior sempre para conseguirmos encontrar nossos objetivos e melhoras pessoais.

Já a outra passagem que a quaresma nos mostra, é a morte de Cristo para a purificação do pecado. E, logo em seguida à sua ressurreição, nos revela que devemos morrer para nós mesmos, para nossos próprios pecados para conseguirmos alcançar a Luz própria, ou seja, Deus em nosso interior. Revela, assim, o mistério da vida e da morte, onde somente o homem dentro de si consegue alcançar o mistério da fé através de seus pensamentos e memórias que são sacrificados para irem de encontro ao bem maior, onde os vícios são enterrados para construção de templos de virtude.

Internalizar essas duas passagens simbolizadas na quaresma sendo cristão ou não é de grande valia para qualquer ser humano. A Umbanda tendo suas raízes cristãs e em diversas outras religiões voltadas para o Amor e Caridade, sempre abraça qualquer tipo de pensamento voltado para o bem-estar do próprio homem. Para saber um pouco mais sobre as vertentes de Umbanda leia em nosso blog o texto “O que é a Umbanda?”, temos vários outros textos que explicam sobre a doutrina religiosa.


Uma dúvida frequente é se tem ou não sessões umbandistas na quaresma, na sexta-feira da Paixão e em várias datas consideradas sagradas. Para sanar a dúvida é simples, cada terreiro é enraizado em uma doutrina e existem terreiros com calendários litúrgicos parecidos com os católicos e em períodos com essas datas eles não realizam as giras(sessões umbandistas). 

Porém, como a Umbanda possui diversas vertentes, em alguns outros terreiros, eles se recolhem não nessas datas e sim em datas relacionadas aos cultos de nação, cultos africanos e em cada culto que tem origem seus fundamentos. Já em nosso terreiro, não seguimos esses calendários de recolhimento, e a nossa fé baseia-se em que o tempo de quaresma é um tempo de recolhermos em nosso interior. E nada melhor que recolhermos no interior naquilo que nos dá força e nos leva em contato com Deus que é a nossa religião e realizamos as sessões normalmente sempre voltado para o Amor e Caridade e lembrando que o tempo da quaresma serve para aplicarmos durante o ano todo os ensinamentos do amor de Cristo.


“Cristo não pediu muita coisa, não pediu que escalassem o Everest ou fizessem grandes sacrifícios. Ele só pediu que nos amássemos uns aos outros” 

Igor .'. de Oxum

quarta-feira, 28 de março de 2018

Fanatismo

Fanatismo 

O fanatismo religioso é algo decorrente de uma devoção incondicional, isenta de qualquer senso crítico, gerando intolerância às demais crenças religiosas. Muitos chamam de "cegueira" que, quando chega a um patamar, impede o conhecimento, o convívio em família e bloqueia sua vida social.


Como tudo na vida em excesso faz mal, não seria diferente no aspecto religioso.

A umbanda trabalha em um universo de mistérios e descobertas que invoca o interesse pelo conhecimento. Por isso, muitos confundem o que essa religião prega, não sabendo separá-la dos seus afazeres terrestres. Viver essa encarnação é importante para o seu desenvolvimento, não iria estar aqui se não fosse necessário passar por tudo, não deve se isolar priorizando apenas o lado espiritual.

Amar a umbanda não significa idolatrar, mas sim carregar as virtudes que essa religião vem acrescentar nessa passagem. Percebe-se que se o seu espelho passa a ser a entidade, o foco para a caridade transforma em infindável egocentrismo, sendo comum dizer coisas como "minha entidade", "minha entidade é melhor" ou até mesmo colocá-la acima de Deus. Uma interpretação errada do que as entidades trazem, pois buscam auxiliar nosso desenvolvimento na Terra, sem se colocar com superior a qualquer um.


A vontade de viver a todo momento o mundo espiritual começa a ser inconveniente quando o restante se torna insignificante e o mais importante é só aquilo que você diz, passando a impor a religião e não aceitar as diversidades.

O fanatismo não tem relação com passar a ser relapso, desleixado e sem comprometimento. É simplesmente se policiar, pois essa "cegueira" te torna intolerante e carrega o preconceito com todas as pessoas que não professam da mesma fé.


Lara de Ogum Iara

segunda-feira, 26 de março de 2018

Turmalina Melancia

Turmalina Melancia

Como dito no texto anterior (recomendo a leitura do texto relacionado à Turmalina Negra), as Turmalinas compõem um dos grupos mais complexos de silicatos, sendo todos ciclossilicatos. A composição química é sempre variável levando a diversas variações de cores.
As Turmalinas Melancias, por sua vez, são bicolores e, como o próprio nome diz, se aparentam bastante a uma melancia, sendo que o mineral possui coloração esverdeada por fora e róseo por dentro. Essa característica bicolor ocorre devido a uma variação química do fluido gerador do mineral no momento de solidificação do magma que o origina.
        No Brasil, a Turmalina Melancia é encontrada nas regiões cratônicas de Minas Gerais (norte do estado) e Bahia  (interior do estado).


Esse mineral possui uma combinação de energias que se amplificam e se equilibram mutuamente de forma natural, como a Turmalina Melancia possui duas cores, suas propriedades também são dobradas. Ativa e instiga a alegria mesmo em momentos atordoados,  trazendo-nos o belo perante os momentos difíceis. Também trabalha no estresse emocional, atuando como calmante e  aliviando o ressentimento. 
Espiritualmente, a Turmalina Melancia energiza o quarto chákra, o chákra do coração, ajudando na geração do amor e da compaixão (essenciais para o processo de cura) e também no emocional (minimizando a histeria e o dramatismo). Também recomendado para crianças hiperativas, justamente por trabalhar como calmante.


Essa Turmalina possui efeitos curativos também sob o sistema circulatório, regulando os batimentos cardíacos, bastante utilizada nos casos de exaustão, cansaço extremo, problemas reumáticos dos ossos e das juntas. Possui capacidade libertadora no que diz respeito aos sentimentos de culpa e melancolia, reativando a alegria de viver, fazendo-nos rir mais, libertando-nos de angústias antes de provas e de angústias existenciais em geral da vida cotidiana.
Indicada para o fortalecimento do caráter, amizade, amor, feridas emocionais, sensação de culpa, melancolia, alegria de vida. 
A Turmalina Melancia é muito popular na Índia, foi considerado como um afrodisíaco natural na antiguidade, os homens a utilizavam em anéis, como um amuleto que aumentava a atratividade. Tão poderoso que as mulheres eram proibidas de usar.
Devido a sua característica bicolor, a Turmalina Melancia pode ser utilizada em trabalhos onde a irradiação de Pai Oxumarê é evocada, justamente para contrapor os desalinhos do amor e do coração.

Victor de Oxumarê

sexta-feira, 23 de março de 2018

Turmalina Negra

Turmalina Negra

   A Turmalina Negra (ou Turmalina Preta) consiste em um mineral do grupo das turmalinas, um dos grupos mais complexos de silicatos. Quanto à composição química, são todos ciclossilicatos, ou seja, possuem ligações cíclicas de tetraedros de silício e oxigênio.

   A composição química da turmalina é  bastante variável, possuindo sempre Boro e Alumínio em sua composição. Também podem variar as quantidades de ferro, magnésio, sódio, cálcio e lítio, podendo existir, também, outros elementos. 

   Essas variações de composição remetem a uma variedade de cores, geralmente as ricas em ferro têm cores que variam do preto ou preto-azulado ao castanho escuro. Aquelas ricas em magnésio são castanhas a amarelas e as ricas em lítio apresentam-se em todas as cores (azul, verde, vermelho, amarelo ou cor-de-rosa, etc) e raramente incolores. 

   Os cristais bicoloridos e multicoloridos são comuns, pois variações da composição do fluido durante a cristalização levam a variação de cor, sendo assim os cristais podem ser verdes numa extremidade e cor-de-rosa na outra, ou verdes no exterior com interior cor-de-rosa. 


   A turmalina pode ser encontrada em dois ambientes geológicos. Os ambientes onde ocorrem as rochas ígneas (granitos e pegmatitos-graníticos) e no ambientes de rochas metamórficas ( xisto e o mármore). Assim, entende-se que a Turmalina Negra é apenas uma variação química, ou seja, uma turmalina clássica com bastante ferro em seu arranjo químico.

   Uma das pedras mais fortes dentre todas, tem a maravilhosa propriedade de proteger contra energias negativas. A Turmalina Negra é uma pedra essencialmente de proteção e, portanto, é usada em limpezas espirituais e diferente das demais pedras de proteção, essa pedra não suga a energia negativa para si. Ela se livra da energia negativa, a expulsando. Por este motivo pode ser utilizada com mais tranquilidade.

   A Turmalina Negra protege preferencialmente contra a inveja, esse sentimento que pode ser mais poderoso que a magia negra e amarrações. A inveja é uma força destruídora, atua silenciosamente e quando a notamos, muita coisa já foi perdida. A inveja deixa um rastro de destruição em nossa áurea, podendo perdurar por anos caso não seja tratada devidamente. É  necessária uma limpeza apurada dos chákras para que tudo  volte a funcionar devidamente. A inveja também pode causar doenças físicas e psicológicas, gerar problemas financeiros e sentimentais.


   A Turmalina Negra é utilizada no Chákra raiz, ativando-o e retirando bastante energia negativa da aura. Geralmente, esse processo de retirada tem que ser gradual, porque muita energia negativa saindo de uma vez, pode dilacerar o chákra.

   Quando uma Turmalina Negra é colocada no Chákra raiz, acontece uma enorme descarga. Portanto, todo cuidado é pouco quando se faz limpeza espiritual.

   Na Umbanda, a Turmalina Negra atua na irradiação de Omolu e Obaluaê no tratamento de doenças de pele e também na irradiação de Orixá Exu na diluição de energias negativas.


Victor de Oxumarê

quarta-feira, 21 de março de 2018

Amazonita

Amazonita

A Amazonita é um mineral da família dos feldspatos, possui coloração esverdeada devido à presença de cobre em sua composição química.

Sua gênese está relacionada a magmas hidrotermalizados e/ou pegmatíticos. Ou seja, magmas oriundos de condições de alta pressão e temperatura de recozimento de rochas pré-existentes. Outra fonte para este mineral, pode ser o metamorfismo em grau moderado de sedimentos com cobre em seu meio. Sua ocorrência é limitada, obtido quase exclusivamente na Rússia, no estado norte americano do Colorado. Também pode ser encontrado em Madagáscar e no Brasil.


As primeiras evidências de uso da Amazonita, no Brasil, se dá aos índios  do baixo amazonas (ex:Tapajós e Konduri) que utilizam sempre pendurados aos seus pescoços um pequeno sapo lapidado em Amazonita. Esse pequeno sapo é o famoso Muiraquitã. 

Diz a lenda que esses amuletos eram confeccionados pelas índias que habitavam as margens do rio Amazonas, durante as noites de luar. Quando as águas da noite eram clareadas pela Lua, elas mergulhavam e pegavam pedras que eram modeladas rapidamente e oferecidas a seus amados como um talismã. Os homens penduravam o amuleto no pescoço e o levava quando iam caçar, acreditando que traria boa sorte e felicidade.


O uso terapêutico da Amazonita é bastante variado, pois pode ser utilizada como calmante, antiestresse e, além disso, encoraja e impulsiona a autodeterminação. Possui excelente força curativa e está relacionada ao sistema nervoso central, tendo por isso um efeito calmante, ajudando a diminuir a ansiedade.

Atua em diversos níveis, no espiritual, emocional, mental e físico. No nível espiritual, atua na coragem e determinação,  nos auxiliando a esquecer o sentimento de vitimização e nos encoraja a enchermos nossas vidas de energia. No emocional, ajuda a balancear o humor, sendo assim uma espécie de calmante, acabando com a tristeza e os sentimentos de depressão, estimulando uma crença saudável em Deus. No nível mental, atua dissolvendo problemas, estimula a interação entre o racional e a intuição. Por fim, no físico, ajuda a regular os distúrbios metabólicos e tem um efeito relaxante, auxiliando na hora do parto (expandindo o canal vaginal de forma natural),  fortalece o sistema nervoso e ajuda com desordens cerebrais, harmoniza a glândula pituitária, o timo, sendo boa para todo o sistema nervoso autônomo e os órgãos internos e, além do mais, evita todos os tipos de problemas cardíacos.



Assim como o Quartzo Verde, a Amazonita é uma pedra sob irradiação do Orixá Oxóssi, pois possui poderosa ação filtrante e purificadora de vibrações e ondas eletromagnéticas negativas, sendo capaz também de bloquear os efeitos negativos de emanações de aparelhos elétricos como celulares e microondas.


Victor de Oxumarê

segunda-feira, 19 de março de 2018

Pedra Estrela

Pedra Estrela 

Você já ouviu falar da Pedra Estrela?Um dos cristais mais especiais em termos de realizações. Ela surge como uma poderoso auxílio àqueles que procuram ajuda para concretizar seus maiores desejos, o que incluem ainda seus sonhos mais secretos.
De aspecto quase mágico, a Pedra Estrela é caracterizada por sua coloração azul muito escura, onde milhares de pequenos brilhantes fazem dela uma pedra única. Capaz de oferecer proteção celestial, os cristais de Pedra Estrela ajudam seu possuidor a entrar em contato com seu respectivo ANJO DA GUARDA.


Além disso, desenvolve a intuição, bem como a capacidade individual de enxergar uma luz no fim do túnel. Portanto, sempre que se sentir desorientado ou perdido em determinado momento da vida,ela estará ali pra orientá-lo. Você se verá sempre amparado espiritualmente, sua existência nos faz lembrar de sempre acreditar no poder da fé.
Como se pode perceber, este é um dos cristais mais poderosos em termos de estímulo para a comunicação com planos astrais superiores, bem como o plano divino. Diz-se que esse é um cristal que protege o mês de dezembro, bem como os nascidos nele. Tal significado evoca o brilho da estrela de Belém, o qual foi capaz de guiar os três Reis magos até o local de nascimento do menino JESUS. Uma misteriosa estrela surgiu no céu, dotada de um brilho fora do comum anunciando aos Reis magos Gaspar,Baltazar e Belchior o nascimento de CRISTO.


Sua origem é EUA,CANADA,ÍNDIA E RÚSSIA. Sua composição química é o silicato de alumínio, cálcio e sódio. Atua no chákra frontal e estimula a terceira visão, ajudando na criatividade. Para limpar suas energias, lave em água corrente com sal marinho, porém não esfregue com muita força para não arranhar sua superfície. Para recarregar suas energias, deixe na luz do sol da manhã por cerca de 2 horas. Sua vibração vem dos orixás NanãIemanjá.


 ABRAÇO A TODOS!LUZ E PAZ NA VIDA DE VOCÊS!

                                                                        Carlos de Oxóssi

sexta-feira, 16 de março de 2018

Pedra da Lua

Pedra da Lua 


Existem vários tipos de cristais e pedras preciosas, sendo que cada um tem sua energia particular, dominando sua área de energia e de cura com energias mais específicas. As pedras e cristais recebem destaque na sociedade desde tempos bem antigos. Elas são utilizadas como amuletos, objetos de proteção ou até mesmo de poder. Hoje, vamos falar sobre o significado da pedra da Lua.

A pedra da Lua é um cristal belíssimo e a grande maioria das pedras encontradas são originárias da Austrália e da Índia. Inclusive, na antiguidade, os indianos acreditavam que a pedra da Lua se tratava de um elemento sagrado e associado à fortuna.


O significado da pedra da Lua que conhecemos hoje está fortemente associado à tradição indiana. Lá, as pedras da Lua nunca ficavam expostas à venda diretamente e sobre elas sempre era colocado um pano amarelo (cor que representa o sagrado). Os homens indianos ofereciam a pedra às suas mulheres para que aumentasse a paixão delas e para que elas pudessem ler o próprio futuro. E até hoje um dos principais, ou até o principal, significado da pedra da Lua é que essa é a pedra do poder feminino.

O cristal é composto por silicato de alumínio e potássio. Pertence ao grupo do feldspato. Apresenta cores como o azul claro, branco e o amarelo e é normalmente transparente.

Essa pedra é responsável por aumentar a feminilidade e a fertilidade, diminuindo as dores menstruais e os problemas relacionados com a menopausa. Além destas qualidades, esse cristal atua sobre as emoções e o espírito, possui fortes energias espirituais, carrega em si os poderes femininos mais elevados. Ela desperta nossas capacidade psíquicas, aumenta a mediunidade e eleva nossa espiritualidade. Essa pedra favorece muito a saúde das mulheres, aumenta o nosso poder de atração e o magnetismo pessoal. 



Na umbanda, sua energia irradia no Orixá Iemanjá que atua na 7º linha que é a linha da Geração. Sabemos que nossa mamãe Iemanjá atua nas águas salgadas do mar onde é a maior influência da lua. A força maior da mulher é da nossa querida Iemanjá, ela gera novos ciclos e a pedra da lua irradiada nesse Orixá também é associado com a energia mãe, auxiliando na fertilidade e na nossa feminilidade. Por ser uma pedra da força feminina e de mãe, também pode ser irradiada pelo Orixá Oxum que também tem a força da mulher para fertilidade.

A pedra da Lua pode ser utilizada no 7º Chákra (coronário, localizado em cima da cabeça) energizando o nosso espiritual e no 6º Chákra (frontal, localizado entre as sobrancelhas) que nos auxilia na visão física e espiritual, esse chákra regido por Iemanjá.

As entidades que dominam esse conhecimento, podem trazer uma infinidade de informações, tanto no aspecto da cura, como na atuação mágica destes elementos tão vitais. Um Cristal é capaz de canalizar, conter e expandir a Luz Espiritual. Suas aplicações são infinitas. 


A energia dessa pedra é diretamente influenciada pela lua, então você pode aproveitar as diferentes fases da lua em seu benefício.  A fase mais indicada para sua utilização é a fase crescente, onde sua energia é equilibrada e traz paz e harmonia a quem a utiliza. Na fase minguante, é ideal para aumento da sensibilidade e intuição. Na fase nova, é ideal para aflorar novos começos, novos caminhos e para os assuntos que envolvam  a reprodução feminina. Mas atenção: na lua cheia não é recomendado que as mulheres utilizem a pedra da lua, pois o aumento da sensibilidade e da feminilidade é exagerado podendo causar desequilíbrios emocionais.

Essa pedra deve ser limpada regularmente. Além disso, deverá limpar-se sistematicamente, sempre que tenha sido utilizada para uma sessão terapêutica. Para proceder à limpeza energética/purificação, deve utilizar-se água destilada (não salgada ), logo menos agressiva para a pedra, ou água de nascente corrente (bastam alguns segundos). Para proceder à recarga energética, esse mineral deve ser exposto ao  luar (crescente ou lua cheia). Não existem regras quanto ao tempo de exposição. Todavia uma pedra de maior dimensão e da qual foi feito um uso intensivo, irá beneficiar-se de uma exposição mais prolongada.

Os Cristais são pequenos presentes que recebemos da Mãe Natureza que nos ensinam, nos acolhem e nos direcionam, como se pudéssemos trazer para junto de nós um canal da energia.

“Salve a força das Yabás”



Bianca de Oxóssi

quarta-feira, 14 de março de 2018

Pedra do Sol

Pedra do Sol

      A pedra do sol é um poderoso amuleto capaz de atrair o sucesso, felicidade e energia, pois carrega consigo a luz e a força do sol. Na Umbanda, esta pedra está ligada ao Orixá Xangô. Ela ajuda a liberar tristezas, mágoas, cansaço e energias negativas, revitalizando todos ao chákras e aumentando a energia positiva que nos envolve. Mas atua principalmente no Chákra Esplênico, que se localiza acima do baço.



      É extremamente útil para romper amarras com outras pessoas, estejam nos chákras ou na aura. Esse tipo de amarra tem o poder de drenar nossas energias, podem estar em um nível mental ou emocional. Mantenha a pedra com você durante o tempo todo, caso você ache difícil dizer não às pessoas ou caso viva fazendo sacrifícios pelos outros.
     A energia e a força emitida por essa pedra são importantes para pessoas que têm a autoestima baixa, pois transmite paz interior, sentindo uma união e comunhão, restituindo a vontade de viver. Fisicamente, a pedra do sol é benéfica em problemas gastrointestinais, ajuda a limpar os rins, bexiga e intestinos e contribui também para perda de peso.


      A Pedra do Sol é um cristal que não se forma naturalmente, apesar de ser composto por minerais naturais. O efeito com cristais cintilantes que a compõem é produzido por monges italianos, que mantêm a sua composição em segredo. Diz a lenda que os monges e os alquimistas italianos tentaram criar uma ligação direta entre a Terra e o Céu em homenagem a Jesus. Os monges juraram guardar segredo da sua composição até a eternidade. 

      A pedra do sol é umas das poucas pedras consideradas autolimpantes. Ela se limpa e se recarrega sozinha, sendo inclusive capaz de limpar e recarregar outras pedras e cristais próximos a ela. Entretanto esse processo é lento. Se você quiser usar a sua pedra do sol com muita frequência, recomenda-se que a lave em água corrente e a deixe no sol de meio dia por aproximadamente 30 minutos.


Ana Clara de Iracema 

segunda-feira, 12 de março de 2018

Olho de Tigre

Olho de Tigre

     Composto por sílica, dióxido com ferro, enxôfre, manganésio e traços de crómio, o Olho de Tigre é conhecido como uma variedade de quartzo chatoyant, que quer dizer que possui um brilho oscilante. Esse efeito óptico se dá em virtude de inclusões de outros minerais, como o óxido de ferro, que é o responsável pelas listras amarelas, enxofre e manganês.


     Como pontuado em textos anteriores, culturas antigas já conheciam e se beneficiavam das propriedades energéticas de diversas pedras e quanto ao Olho de Tigre, este já era conhecido e utilizado pelas propriedades energéticas no Budismo e o Hinduísmo.

     Fisicamente, o Olho de Tigre fortalece o sistema respiratório e atua positivamente na cabeça, ossos, articulações e metabolismo.



     O Olho de Tigre afasta energias negativas e protege seu portador, transmite energias positivas, desperta alegria de viver, desperta a criatividade de seu portador e transmite autoconfiança, autocontrole e coragem. Essa pedra irradia sua energia no terceiro chákra, o plexo solar.
Quando utilizada em casa, essa pedra favorece o equilíbrio e o calor familiar.

     O Olho de Tigre deve ser limpo e energizado sempre após seu uso em uma sessão terapêutica em uma solução de água com sal por algumas horas em local totalmente escuro. Entretanto, se for colocado em água corrente e próximo à nascente, essa limpeza se dará em poucos segundos.


     Para reenergizar o Olho de Tigre, este deverá ser exposto à luz da lua ou ao sol nascente ou ao por do sol durante uns quinze minutos.

      O Olho de Tigre, associa-se ao Orixá Xangô, e é utilizado nos trabalhos na linha dos ciganos.
     Além de todas as características acima citadas, o Olho de Tigre é uma pedra de beleza única e essa beleza é revelada especialmente na lapidação cabochão. Fica muito bem em anéis, pingentes, brincos e pulseiras e, como é uma pedra de baixo valor comercial, a pessoa interessada poderá ter várias joias e estará enfeitada e ao mesmo tempo influenciada e protegida por todas as suas qualidades.
  


Hélida de Nanã

sexta-feira, 9 de março de 2018

Ônix

Ônix 

       A pedra Ônix também é conhecida por Quartzo Preto por sua tonalidade escura, mas também pode ser encontrada nas cores marrom, cinza e branco. Sua composição química é Si02. Seu nome Ônix deriva do Grego que significa "unha". Essa pedra também é conhecida como protetora do amor, pois uma lenda grega conta que o cupido cortou as unhas de Vênus e jogou suas lascas pela Terra, gerando assim a pedra com a essência da energia da Deusa. 

     Seu poder é reconhecido desde épocas antigas e foi passado durante todos esses séculos de geração por geração. As civilizações persas já conheciam o seu efeito de proteção e usavam a Ônix para se protegerem da inveja e de magias negras, por possuir um grande poder de proteção e de destruir energias negativas que podem vir do exterior ou de você mesmo. Essas energias podem surgir também dos pensamentos e atitudes da própria pessoa, por isso a pedra é tão indicada para momentos em que precisamos compreender melhor as situações que estamos passando e controle de nossas próprias emoções. Ela tem o poder de puxar energias negativas.


    Em uso pessoal, ela funciona como um ímã, puxando as energias negativas para destruí-las. Quando utilizada em ambiente, ela limpa e impede que impurezas negativas se acumulem, diminuindo também a chance de energias negativas como a inveja.

      Na cromoterapia, ela auxilia na autoconfiança, superação de momentos difíceis tanto físico, como  mental e espiritual. Beneficia o poder de serenidade, autocontrole e entendimento, ajuda a controlar impulsos de paixões, evitando, assim desentendimentos entre o casal.

      A limpeza dessa pedra deve ser realizada sempre que a pedra sofrer um uso muito forte, quando você passar por momento de muitos ataques de energias negativas. Para limpar, deixe-a na chuva, lave com água corrente e sal grosso. E para reativar as energias, deixe-a sobre a terra para ela puxar as energias da natureza, podendo ser até mesmo em um vaso de planta. É considerada uma pedra fria. 


       Na Umbanda, sabemos a importância dos elementos da natureza para trazer a energia de um Orixá. A pedra Ônix irradia na energia do Orixá Omolu que atua na 7º linha que é a linha da geração. Para canalizar sua energia, utilizamos essa pedra para favorecer a luz a tudo o que está no meio da escuridão. Está relacionada ao Chakra Básico, portanto age em tudo a que se refere a nossa energia vital, mas principalmente é uma pedra de proteção. Quando usado em rituais de cura, as pedras de ônix são usados diretamente  no corpo. O Ônix ajuda em problemas de pele, tais como feridas abertas e queimaduras solares.

        Quantas vezes, em nosso dia-a-dia, somos impactados por energias negativas, não é mesmo? Seja de alguém ou até mesmo vindo de nós mesmos. Uma forma de se proteger é ter uma pedra de Ônix sempre por perto ou com você. 

"...contra nós não resiste mal nenhum, pode mandar quem quiser, meu caminho é guiado pela fé..." 

Atotô meu pai Omolu! 

Salve a força da Umbanda!



Karol de Oxalá

quarta-feira, 7 de março de 2018

Hematita

Hematita

       O poder dos cristais está diante de nós e não pode ser negado. Desde as culturas antigas do mundo, eram usados para curar e equilibrar o ser humano. Atualmente, são usados no mundo para várias finalidades. As pedras são grandes condensadores de energia, irradiando energias positivas e absorvendo as negativas, de acordo com suas propriedades energéticas. 
         A hematita é conhecida por beneficiar o poder, saúde e energização espiritual. Ela foi e é utilizada no decorrer da história do homem com a finalidade de proporcionar a cura e, principalmente, por acreditar em seu poder mágico, o qual traz maior vitalidade e contribui com a proteção espiritual e física, eliminando qualquer energia negativa.


       A palavra hematita vem do grego e significa sangue, por possuir em seu modo bruto uma cor de metal (pois é uma oxidação do ferro), mas quando polida, passa a ter tonalidades avermelhadas. Até mesmo a água utilizada em seu polimento sai vermelha, o que fazia os povos antigos acreditarem que ela foi criada a partir do sangue dos deuses.
        É muito usada também na confecção de joias (como anéis e colares), e também como componente em chinelos e colchões. Isso se dá, pois ela ajuda diretamente na circulação do sangue, eliminando as toxinas. 


      Está ligada diretamente ao primeiro chácra. Tem vários benefícios ao nosso físico e espiritual, servindo de ponte para o equilíbrio energético.
Seus principais benefícios são: auxílio no relaxamento e meditação, disposição e harmonia, auxílio na gravidez, promove autoestima, melhora o sono, auxilia o sistema nervoso e coluna, proporciona mais vitalidade e segurança. 
      É uma pedra do signo de escorpião e áries, mas qualquer um pode utilizá-la caso queira desfrutar de seus benefícios. O orixá que vibra em sua energia é Ogum.
salve! salve!          

Luz e paz a todos!




Carlos de Oxóssi

segunda-feira, 5 de março de 2018

Cristal de Rocha

Cristal de Rocha

     Pertencente à classe dos silicatos, o quartzo transparente, também conhecido como cristal de rocha, é um dos minerais mais encontrados no planeta. É composto por dióxido de silício, possui dureza 7 e os antigos povos acreditavam que ele possuía a capacidade de servir de comunicação com o mundo espiritual.


     O quartzo de cristal de rocha é utilizado na fabricação de taças, jarras, dentre outros utensílios como enfeites. Também é  utilizada a sua propriedade energética em corpos e ambientes, como quando submetido à luz, reflete um prisma das 7 cores do arco-íris, portanto sua atuação pode ser em qualquer ponto de chácra. Dentre suas funções, o quartzo transparente é um grande auxiliador nos processos de meditação e desdobramento do sono. Quando posicionado sobre o chácra frontal, desobstrui, reativa e energiza pontos de energias no corpo e do meio em que está inserido. É utilizado também no combate à depressão, estresse e demais doenças relacionadas ao sistema nervoso central. Aumenta a criatividade, pode ser colocado na carteira para atrair a prosperidade financeira, dentre outros.


     Na Umbanda, esse cristal está diretamente relacionado ao orixá Oxalá e o seu campo de atuação é no corpo físico, mental e emocional. Seu tipo de maior potência energética é na atuação da saúde e cura. Para os japoneses, o quartzo transparente é o símbolo da pureza, da infinidade do espaço, da paciência e da perseverança.

Axé a todos!



Ryan de Oroiná

sexta-feira, 2 de março de 2018

Ametista

Ametista 

    A ametista é uma variedade do quartzo e o seu nome vem da palavra grega “amethystos” que significa “não hidromel”, ou seja, que não está bêbado. Desde a antiguidade foi relacionada com a seriedade e a sobriedade. Por sua grande beleza e energias especiais, é um dos cristais mais famosos e procurados por místicos e colecionadores de todo o mundo.
        A ametista é uma pedra de proteção, vitalidade e elevação espiritual. Na antiguidade, foi usada por magos e sacerdotes como proteção de seus espíritos. É considerada também a pedra da renovação, da mudança de fase e nos ajuda quando estamos em situações de perda.


       Também aumenta nossa disposição, acalma as emoções, melhora o sono, reduz as dores de cabeça, regula os hormônios e ajuda a curar problemas de audição e problemas  respiratórios. Além disso, purifica o corpo, ajuda a eliminar toxinas e desintoxica o sangue. 
     A ametista exerce efeito calmante sobre o coração e os nervos, melhorando a capacidade de concentração. É benéfica no caso de enxaquecas e pressões por “estresse”. Suas energias purificam os ambientes e dissipam todas energias negativas.


      Atua no 7° chákra, o da coroa, também conhecido como chákra coronário que está ligado à glândula pineal que se encontra bem no centro da cabeça. Quando este chákra está equilibrado, recebemos benefícios como: melhor memória, compreensão, facilidade em adquirir sabedoria e até mesmo no desenvolvimento de sua mediunidade. Outras pedras que estimulam são: diamante, safira violeta, quartzo transparente.
   Na umbanda, essa pedra se relaciona com o Orixá Nanã, por ser uma pedra de sabedoria e cura, que oferece confiança e paz. Transporta a energia transmutadora do raio violeta.




 Maria de Ogum Beira-Mar