sexta-feira, 29 de dezembro de 2017

Samambaia

Samambaia

A samambaia é uma planta que tem em todo Brasil, existem espécies também em todo mundo. Planta utilizada para ornamentação, também contém poder medicinal e são ligadas ao lado religioso.

Na ornamentação, é utilizada em casas, jardins e outros diversos lugares que agradam de sua beleza.


Na Umbanda, é uma planta associada aos Caboclos, então liga intimamente ao Orixá Oxóssi. Já no Candomblé associam a Samambaia ao Orixá Oxumaré. Planeta associado a samambaia é Saturno e seus elementos são ar e terra. Em um banho, ou defumação de ambientes ela é uma erva expansora, excelente para giras de desenvolvimento mediúnico, aumenta o campo energético, aumenta a concentração, favorece a compreensão energética do ambiente e a intuição, ou seja, sensibiliza o médium em suas faculdades mediúnicas, lembrando que a planta favorece, mas deve se seguir todos os preceitos para alcançar bons resultados.

quarta-feira, 27 de dezembro de 2017

Tanchagem

Tanchagem
Nomes populares: Tansagem, Tanchagem, Transagem, Erva-de-orelha, Plantagem, Cinco vervos, Plantago major.
A Tanchagem é uma planta que pode ser encontrada facilmente em jardins, beiras de estradas, campos e até mesmo em vasos de plantas, pois é conhecida como uma planta de fácil cultivo.
Em canteiros adubados, a Tanchagem pode atingir de 40 a 50 cm de altura, produzindo grandes folhas e vagens de hastes que chegam até 80 cm de altura. O cultivo da Tanchagem é bem simples, basta semear as sementes e manter úmido até atingir 5 cm de altura, após atingir 5cm basta regar semanalmente. 



PROPRIEDADES CURATIVAS DAS TANCHAGENS:
Essas plantas são poderosos antimicrobianos, anti-inflamatórios e analgésicos. Essa planta também tem uma alantoína específica que ajuda na regeneração da pele.
São plantas conhecidas por suas propriedades adstringentes, emolientes e fluidificante de catarros tanto no trato respiratório quanto no sistema digestivo. Assim, é uma planta muito útil em estados gripais, diarreias e dificuldades resultantes de resfriados e viroses. 
As folhas são ricas em cálcio, minerais e vitamina. Mas, especialmente, são ricas em vitamina K sendo seu uso muito promissor no tratamento de cortes e feridas com sangramento. As folhas tenras são agradáveis quando consumidas frescas em saladas, e as mais velhas ficam melhores cozidas em sopas ou refogados.


Na Umbanda, utilizamos plantas para equilibrar as emoções, sentimentos e para limpeza energética das pessoas e de ambientes por meio de banhos, defumações e sacudimentos. 
A Tanchagem vem da linha do Orixá Ogum. Usada em banhos, assentamentos e amacis de Ogum. Seu chá é anti-inflamatório, antifebril e auxilia na cura de angina.

Indicações de uso da Tanchagem:
Queimaduras
Aplicar imediatamente, sobre a queimadura, um emplastro de folhas de tanchagem mascada (sim, com seus dentes e saliva) e cobrir com uma bandagem de folhas frescas. A continuidade do tratamento deverá ser feita com uma pomada de tanchagem.

Cortes e feridas abertas
Para parar o sangramento de cortes novos, aplique uma compressa de folhas de tanchagem esmagadas, ou mascadas, ou maceradas sobre a ferida que antes foi lavada com chá de tanchagem ou tintura diluída (1 colher de sopa em um copo de água). 

Furúnculos e acne
Com um cotonete molhado em tintura de tanchagem, aplique sobre as lesões. Se preferir, use a pomada de tanchagem. A tintura tem o benefício adicional de secar a região, razão pela qual você deverá usar só uma gotinha.

Para úlceras na boca
Faça bochechos e gargarejos, 3 a 4 vezes ao dia, com 2-3 colheres de sopa de chá de tanchagem ou então, dilua 1 colher de sopa de tintura em um copo de água.

Para dor de garganta/infecção
Gargareje com chá de tanchagem ou tintura diluída. Ponha 5-10 gotas debaixo da língua e ingula lentamente.

Caspa e outros problemas no couro cabeludo
Aplique chá de tanchagem no couro cabeludo e lave normalmente depois de uma hora.

Para picadas venenosas de insetos, aranhas, lagartas ou cobras
Aplique imediatamente um cataplasma de tanchagem, e, em seguida, lavar a área com chá da planta. Continue aplicando folhas maceradas, de tanchagem, até que a dor pungente desapareça. Segundo o conhecimento popular de séculos, a tanchagem “puxa” o veneno para fora do corpo, por isso se coloca o cataplasma e, em seguida, se lava o local com o chá.

Para queimaduras solares
Aplique um cataplasma fresco de tanchagem. Lave a área com o chá e aplique a pomada da planta.

Para melhorar a função hepática e renal
Beba 1-2 copos de chá de tanchagem todos os dias.

Para alívio da inflamação gastrointestinal
Tome a tintura sob a língua ou beba chá de tanchagem.

Para resfriado, gripe e infecções respiratórias
Tome tintura de tanchagem sob a língua (15 gotas) ou beba o seu chá, quente, adoçado com mel.


Ana de Iracema

segunda-feira, 25 de dezembro de 2017

Girassol

Girassol 

O Girassol ( cujo nome científico é Helianthus annus) é uma planta originária da América do Norte, cultivada pelos povos indígenas para alimentação e estima-se que esta planta foi domesticada por volta do ano 1000 a.C.
No período das expedições espanholas, Francisco Pizarro encontrou vários objetos Incas e imagens moldadas em ouro que fazem alusão aos girassóis como seu deus do Sol.


Os girassóis possuem a particularidade de ser heliotrópica, ou seja, giram o caule sempre posicionando a flor na direção do sol. É uma planta cujo caule pode atingir os 3 metros de altura e tem diversas utilidades; as suas sementes são utilizadas para a produção de óleo de cozinha, biodiesel ou para alimentação de pássaros; também podem ser utilizados na fabricação de lubrificantes e sabonetes. Do caule do Girassol extrai-se uma fibra, a qual pode ser utilizada na fabricação de papel. 
A flor de girassol remete á felicidade, prosperidade e renovação. A cor amarela ou os tons cor de laranja das pétalas simbolizam calor, lealdade, entusiasmo e vitalidade, refletindo a energia positiva do sol. No entanto, o girassol também pode representar altivez.


Pela sua beleza e exuberância, a flor do girassol é muito procurada para ornamentação. Acredita-se que traz sorte e boas vibrações ao ambiente, sendo uma flor muito usada no Feng Shui, pois possui características do Sol. 
Também está fortemente associada à fama, ao sucesso, longevidade, nutrição, poder e calor. Oferecer um girassol a uma pessoa que iniciou um negócio expressa o desejo de sucesso e de boa fortuna para essa pessoa.


Na Umbanda os Girassóis são flores que estão na irradiação de Oxóssi, no entanto esta flor tem uma distribuição bem interessante dentro de todas as linhas, pois podem ser utilizados em banhos na abertura de caminho, para defumação, nas magias e encantos de Oxum, e ainda nas oferendas para Oxumarê, pois acredita-se que as sementes dos girassóis representam os ovos da grande serpente arco-íris que aglutina o mundo. 

        Também deve ser enfatizado que esta planta também trabalha na linha de Oxalá, ou seja, ela pode ser utilizada em diversas linhas e das maneiras mais diversas. 


Axé a todos 



Victor de Oxumarê


sexta-feira, 22 de dezembro de 2017

Mangueira

Mangueira

Nome Popular: Mangueira
Nome Científico: Mangifera indica
Origem: Índia.
Família: Anacardiacea
Altura: até 12 metros

A mangueira – Mangifera indica, L. Dicotyledonae, Anacardiaceae – é originária da Ásia, (Índia). Foi trazida ao Brasil pelos portugueses tornando-se uma das principais frutíferas cultivadas no Nordeste brasileiro. Se adaptaram facilmente no Brasil, pois as mangueiras necessitam de muito calor para se desenvolverem e produzir seus frutos. Também é a maior árvore frutífera do mundo, chegando a medir de 1 a 100 metros de altura, e ter uma circunferência de até 20 pés, em casos mais abundantes.


As folhas da manga trazem muito benefícios para a saúde, temos como exemplo:

As folhas são avermelhadas ou arroxeadas quando novas e crescem em uma cor verde escuro e têm o lado de baixo pálido. Estas folhas são ricas em vitamina C, B e A. Elas também são ricas em vários outros nutrientes. As folhas de manga têm propriedades antioxidantes poderosos que têm um alto teor de flavonoides e fenóis.

São muito úteis para o tratamento de diabetes. As folhas tenras da mangueira contêm taninos chamados antocianidinas que ajudam no tratamento de diabetes precoce. As folhas podem ser secas e em pó, ou utilizado como uma infusão para o tratamento da mesma. Ela também ajuda no tratamento da angiopatia diabética e retinopatia diabética. As folhas de chá de manga são muito boas para esta finalidade. Mergulhe as folhas em um copo de água durante a noite. Coe e beba esta água para ajudar a aliviar os sintomas de diabetes. Ela também ajuda a tratar a hiperglicemia.

quarta-feira, 20 de dezembro de 2017

Erva Doce

Erva Doce

A Erva doce é uma herbácea fortemente aromática comestível utilizada em culinária, em perfumaria e como aromatizante no fabrico de bebidas espirituosas e planta medicinal. Também conhecida como Funcho. O funcho é uma planta herbácea perene, de caules erectos múltiplos, com até dois metros de altura (mas em geral com menos de 80 centímetros), de cor verde intenso, tornando-se azulada quando em locais expostos à secura e a intensa radiação solar.

As folhas são longas (até 40 cm) e delgadas, finamente dissecadas, terminando em segmentos filiformes a aciculares, muito flexíveis, mas que, quando expostos à secura, endurecem exteriormente para evitar a perda de água.
 

Pelas suas características aromáticas e pelos usos medicinais do anetol, o funcho tem sido utilizado desde a antiguidade.
Na culinária é frequente o seu uso como aromatizante em molhos, conservas de vegetais, curtumes e outros preparados semelhantes. Usada em baixas concentrações dá um aroma e sabor discretos, semelhante ao mentolado, mas bastante mais suave e doce. O seu uso é escolhido pela doçura e baixa concentração de anetol, o que permite o consumo em saladas.

segunda-feira, 18 de dezembro de 2017

Rosas

Rosas

Conhecida por ser uma das flores mais populares do mundo. Cientificamente, as rosas pertencem à família Rosaceae, e ao gênero Rosa L., com mais de 100 espécies, e milhares de variedades, híbridos e cultivares. São arbustos ou trepadeiras, providos de acúleos. As folhas são simples, partidas em 5 ou 7 lóbulos de bordos denteados. As flores, na maioria das vezes, são solitárias. Apresentam originalmente 5 pétalas, muitos estames e um ovário ínfero. Os frutos são pequenos, normalmente vermelhos, algumas vezes comestíveis.
Na Umbanda, as rosas são bastante utilizadas para enfeitar as oferendas. Sua função não se resume a esta, sendo importante também em diversos trabalhos espirituais, tais como banhos, chás e defumação.
As rosas são grandes aliadas na cura de enfermidades no plano físico e espiritual. 
Famosas por seu delicioso odor, as rosas são utilizadas em defumadores, neste caso, com propriedade de cura de dores carnais e espirituais, além de atrair saúde.
Quando utilizadas para enfeitar o ambiente, as rosas trazem harmonia, e afastam as energias negativas.

Rosas Brancas
Pelo seu formato delicado e a cor pura, as rosas brancas são símbolos da pureza e da paz.
São utilizadas para harmonizar o ambiente. Protegem contra energias negativas. Para acalmar o ambiente e as pessoas que nele convivem, utiliza-se um vaso de rosas brancas na decoração.
É utilizada por quem procura a paz interior e ajuda a entrar em conexão com o “eu interior”. Acalmam e trazem o sentimento de compaixão, estimulado pelo sentimento de perdão, pois têm o poder de purificar os sentimentos.
Por ter a energia pura, é utilizada em crianças, inclusive bebês.
Apesar de estar ligada a todos os orixás e entidades de Umbanda, se relacionam especificamente a Iemanjá e Oxalá.

Rosas Vermelhas
Símbolo de amor e paixão, as rosas vermelhas, também são usadas no quarto de dormir para aumentar a sensualidade e o libido.
Bastante utilizada em banhos, têm o poder de livrar o espírito de espíritos inferiores, é estimulante e descarrega energias negativas e depressão.
Na Umbanda, as rosas vermelhas estão diretamente ligadas as Yabás (orixás femininos), mais especificamente a Iansã, Oxum, Nanã, as entidades ciganas e Pombogiras.
Presentear com rosas vermelhas é gesto de paixão, amor ardente, respeito e admiração.
Diretamente associada ao amor. Sonhos com rosas vermelhas pode ser sinal de coisas boas e alegres.
       É de extrema importância lembrar que, caso queira fazer todo e qualquer tipo de banho, chá e até mesmo oferenda, deve ser orientado pelo seu guia. Se não for indicado, peça orientação, o seu guia irá dizer o que fazer e qual a melhor forma.


Adriele de Iansã

quarta-feira, 13 de dezembro de 2017

Comigo-Ninguém-Pode


Comigo-ninguém-pode

Existem hoje catalogados mais de 30 tipos de comigo-ninguém-pode (
Dieffenbachia seguine) e devemos ter um cuidado especial com essa planta, pois em toda a sua estrutura encontramos o Oxalato de Cálcio entre outras substâncias, que são altamente tóxicos ao organismo de animais e pessoas.


Quando ingerido, causa irritação a língua e na glote, podendo causar morte por asfixia. Em contato com os olhos, pode causar irritação e lesão na córnea e ainda seu látex é corrosivo ao toque da pele em mucosas. Portanto, devemos ter muito cuidado para não deixar essa planta em locais de acesso a crianças pequenas e animais.

Originária da flora amazônica, essa planta deve ser cultivada em meia-sombra ou em sombra total. O solo deve ser rico em matéria orgânica. É considerada de fácil cultivo, pois pode ser cultivada isoladamente ou em vasos conjuntos. Multiplica-se quando cultivada em estaquia e preferencialmente em locais com umidade do ar relativamente alta.



Essa planta tem o poder de afastar, através da vibração que emana, as energias negativas de qualquer ambiente. Também é recomendada para proteger o lar sendo indicado colocá-la logo na entrada de sua residência. Entre seus benefícios, ela protege contra o mau-olhado e a inveja. Absorve a energia negativa de pessoas má intencionadas impedindo que estas cheguem até os moradores.


Quando cultivada em conjunto com a espada-de-são-jorge, ainda tem o poder de quebrar qualquer feitiço ou magia. Na umbanda, ambas são associadas ao orixá Ogum, enquanto a comigo-ninguém-pode também é relacionada com Exu. Outras combinações com a comigo-ninguém-pode são pimenteiras e arruda.

Axé a todos!




Ryan de Oroiná

segunda-feira, 11 de dezembro de 2017

Salsa

Salsa

A salsa ou salsinha é utilizada na culinária e na medicina popular. Existem várias espécies, duas são mais comuns de nomes científicos Petroselinum crispum e a Petroselinum sativum, o que muda entre as espécies são poucas coisas, geralmente o tamanho das folhas e a altura, mas os aromas, propriedades e princípios ativos são os mesmos.

Temos o uso da salsinha no tempero, devido a seu cheiro marcante e gosto prazeroso, podendo ser utilizado na preparação de diversos alimentos. Temos também o uso medicinal popular, nesse meio conhecida por ajudar a digestão para quem tem dificuldades em digerir, também como diurético através de chá ajudando os rins a funcionar eliminando líquidos e sais, em alguns lugares usadas até para ajudar com cálculos renais. Contra reumatismo, gota e inchaços, sendo uma ou duas xícaras de chá por dia. Popularmente, se faz uma pasta da salsa e mistura com mel e se utiliza em problemas de pele como enfisemas, coceira, impinges, queimaduras, picadas de inseto, etc. Ainda de maneira popular, no Nordeste do Brasil, são utilizadas para combater varizes através do chá.


Cientificamente, temos comprovados a salsinha com ação antimicrobiana, ou seja, contra bactérias e fungos, no caso de infecção o chá é muito eficiente e para passar na pele em casos de infecção, muito eficiente contra a Candidíase (fungo conhecido também como pano branco). Ação antidiabética, ela aumenta atividade do pâncreas, pessoas que têm o diabetes, onde o pâncreas não consegue produzir a quantidade necessária de insulina, a salsinha tem a propriedade de estimular o aumento da produção de insulina ajudando a controlar a glicemia, tendo também a ação de proteger o fígado do diabético. Protege o estômago ajudando a regenerar úlceras e alivia a gastrite, pois reduz a produção do suco gástrico, assim como o boldo reduz a acidez do estômago. Possui ação anti-inflamatória interna e externa na musculatura e nas articulações, podendo ser tomado o chá ou fazer uma pasta e aplicar no local e colocar um pano para deixar durante um tempo. Ajuda a regenerar o fígado e o protege para quem teve lesões no caso de excesso de bebidas, ou outros elementos químicos como remédios (antes de consumir muita bebida alcoólica invés de tomar remédios como Engov entre outros, pode-se tomar o chá de salsinha). Protege ainda o cérebro contra danos oxidativos, ou seja, contra doenças degenerativas como alzheimer, parkinson, esclerose, através do chá, ideal para pessoas acima de 40 anos para que tomem eventualmente.

sexta-feira, 8 de dezembro de 2017

Pimenta

Pimenta

A você que tem atração por um toque de pimenta na comida, saiba que ela não se limita tão somente a isso. Além de proporcionar um sabor especial nas refeições, é responsável por nos propiciar inúmeros benefícios, conforme veremos a seguir.

 Pimenta é um nome que se dá a diversas plantas, a seus frutos, e condimentos delas extraídos. Pertencentes do gênero Capsicum,  existem mais de vinte e cinco espécies conhecidas, seu nome variando conforme o lugar em que é cultivada. 



Possui substâncias alcaloides, denominadas capsaicinoides que são as responsáveis pela ardência que produzem.  É fonte de vitamina A, C, e B e acarreta um aumento na taxa metabólica do organismo, dilata vasos capilares e aumenta o fluxo sanguíneo, elevando a capacidade dos sistemas imunológico e anti-inflamatório e melhorando a capacidade de cicatrização. Pode ser empregada em remédios caseiros, para infecções pulmonares, vermes, dores de estômago, dentre outros.




Dentro da Umbanda, é associada a Xangô e a Exu e é um elemento que pode ser muito utilizado pelos guias espirituais. Devido a sua relação ao elemento fogo, é utilizada para renovação espiritual e limpeza de energias negativas.

Os guias, em seus trabalhos, podem se valer, por exemplo, da pimenta  malagueta para se alcançar força, vitalidade, confiança e também para retirar energia negativa. Também pode haver o uso da pimenta da costa para  abertura de caminhos profissionais e causas da justiça, bem como também a utilização da pimenta rosa, mais utilizadas pelas pomba giras a fim de se alcançar a essência da beleza da mulher. 

É comum se ver o uso da pimenta como amuleto de proteção contra energias negativas, posto que detém como característica marcante sua ardência e coloração forte, afastando os maus espíritos, mau olhado e a inveja.



 Acredita-se ainda que a pimenta ajude a atrair mudanças positivas no trabalho, facilite a adaptação a novos ambientes, os inícios de negócios e favoreça as questões financeiras.

Que sempre nos lembremos da importância e influência não só da pimenta, mas de todas as plantas que temos ao nosso dispor, a fim de que saibamos aproveitar ao máximo os benefícios que elas nos proporcionam.

Axé!


Natália de Iemanjá

quarta-feira, 6 de dezembro de 2017

Árvore Jurema

Árvore Jurema


Ao falarmos da Jurema, surge uma dúvida intrigante no leitor que conhece a palavra Jurema usada de outras formas.

Pois bem, a palavra Jurema também é o nome de uma Cabocla de Umbanda, também Jurema é um local sagrado no mundo espiritual , é também considerada a morada dos caboclos e também existe a religião Jurema.

Podemos ver as diversas aplicações do mesmo nome só que utilizado para determinar coisas diferentes. E como não podia faltar, também existe uma árvore chamada Jurema.
 
 
A árvore Jurema é típica do sertão nordestino, porém se adapta muito bem em diversas outras regiões. Temos dois tipos comuns de Jurema, a branca e a preta. A diferença maior entre as Juremas brancas e pretas são seus troncos e galhos, onde a branca apresenta cor clara, já a preta cor escura. A palavra Jurema vem do Tupi Yú-rema que significa espinheiro.

São árvores com Folíolos minúsculos, casca escura, cheiro das flores característico.

Mantêm a folhagem, embora em densidade reduzida, durante muitos meses da estação seca. São mais comuns no Piauí, Ceará, Rio Grande do Norte, Paraíba, Pernambuco, Alagoas, Sergipe e Bahia, na caatinga e no México. Ela se propaga por sementes e brotação de toco.

segunda-feira, 4 de dezembro de 2017

Tabaco

Tabaco

Hoje falaremos um pouco mais sobre o fumo na Umbanda, mas para quem ainda não leu o texto anterior, "Bebida e fumo na Umbanda", peço que o faça antes desse para melhor compreensão.

O uso do tabaco (Nicotiana tabacumsurgiu aproximadamente no ano 1.000 a C., nas sociedades indígenas da América Central, em rituais mágicos-religiosos com objetivo de purificar, contemplar, proteger e fortalecer os ímpetos guerreiros. Além de acreditar que o mesmo tinha o poder de predizer o futuro, era usado, também, assim como o álcool, para entrar em contato com o divino.



O fumo traz em sua composição a nicotina (mais conhecida substância) além de várias outras substâncias, que diminuem o tônus muscular causando a sensação de relaxamento, além de aumentar a pressão arterial e o batimento cardíaco, a atividade motora e desaceleramento do processo de digestão.

sexta-feira, 1 de dezembro de 2017

Abre-caminho ou Quebra-demanda

Abre-caminho ou Quebra-demanda

Nome científico: Justicia Gendarusa
É uma erva que tem uma facilidade muito grande em brotar e com apenas uma muda de seu galho, rapidamente, poderá virar uma touceira muito grande. Indicada para proteção de ambientes, em jardins, vasos ou floreiras, suas folhas podem ser usadas em banhos, benzimentos e bate folhas.



Uso medicinal: Na América do Sul, África e Índia é usada como analgésico e anti-inflamatório. Tem um grande poder energético, sendo muito usada em banhos e defumações de proteção e abertura de caminhos.

quarta-feira, 29 de novembro de 2017

Bananeiras

Bananeiras

As bananeiras, figueiras de adão, pacabeiras ou pacoveiras, são plantas do gênero musa, uma das três que compõem a família Musaceae,que inclui as plantas herbáceas vivazes incluindo as bananeiras. 

O seu nome científico é Musa Paradisíaca Lineu. É uma planta muito popular no sul e tanto a planta quanto os frutos são irradiados pelo orixá Xangô. Em outras regiões do país, pelo fruto e pendão, é consagrada à Exu. 



As folhas são usadas como verdadeiras toalhas para a obrigação. Não se usa para banhos, amacis e para outros trabalhos. Da seiva, faz se oxarope para tratar doenças respiratórias.

segunda-feira, 27 de novembro de 2017

Canela

Canela

Além de ser muito usada na culinária, a canela tem inúmeros outros benefícios.

A canela tem propriedades carminativas, antiulcerogênicas, antibacteriana, expectorante, anti-inflamatório e estomacais. Facilita a digestão, e melhora problemas respiratórios como tosse, bronquite e resfriados.

Além destes benefícios, também ajuda quanto a problemas de coração, picadas de insetos, artrite, queda de cabelo, infecção renal, dor de dente e garganta, colesterol alto e obesidade.Também possui propriedades mágicas, auxiliando em limpezas espirituais e banhos.


Pode nos proporcionar cura, proteção física e espiritual, amor, melhora na vida financeira, limpeza, purificação, boa sorte, elevação da auto estima, abre os caminhos, dá clareza de ideias e facilita a meditação.

sexta-feira, 24 de novembro de 2017

Figueira

Figueira

Existem mais de 1000 espécies de Figueira em todo o mundo, espécies do gênero Ficus. No Brasil há mais de 80, sendo que a metade está na floresta amazônica. Porém, irei falar sobre as Figueiras mais comuns, Figueira Mata-pau, Figueira Brava, Figueira Branca (também conhecidas como Gameleiras). As Figueiras, que também chamamos de Gameleiras, são muito conhecidas por seu poder místico e também temos associações errôneas como associações como árvore do Diabo entre outros. Vou falar sobre essa árvore e sua importância religiosa desde a época de Jesus Cristo e Buda e seu poder de cura.


Algumas espécies, como a Mata-pau, são hemiepífitas, isto é, vivem parte da vida em outras plantas e parte da vida no solo retirando seus nutrientes. São plantas que conseguem se alojar em quase todo lugar como, por exemplo, em um cimento ou telhado. Isso ocorre por serem Zoocórica, ou seja, suas sementes são dispersas por animais. Seus frutos nascem de dentro de sua flor que é uma pequena bolinha verde e alimentam morcegos, macacos, pássaros, entre outros animais.

Na bíblia, existem várias citações da Figueira, aproximadamente 50 vezes, e nos evangelhos de Lucas e Mateus encontramos a ilustração de Jesus da passagem do tempo e profetizando utilizando brotos de Figueira. Temos, da mesma maneira, no culto africano, essa associação com o tempo, considerando a Figueira com o senhor do Tempo, também conhecida como IROKO, sendo a árvore chamada tal como o Orixá africano Iroko. Jesus, ainda, usa a Figueira como espaço sagrado de paz, prosperidade e segurança, desassimilando assim qualquer tipo de associação da Figueira com demônios ou algo do tipo. Temos, ainda, a Figueira como uma das três árvores do jardim do Éden. A arca de Noé teria sido construída com madeira de Figueira. Foi com folhas de Figueira que Adão encobriu “seu nu”. Além disso, temos o figo, seu fruto, muito utilizado para as ilustrações de Jesus e para os Judeus, segundo o Torá, é um dos sete alimentos sagrados. 

quarta-feira, 22 de novembro de 2017

Cravo da Índia

Cravo da Índia


Quem nunca comeu um delicioso doce caseiro com aquela pitadinha de cravo da índia? E quem nunca ousou experimentá-lo como um excêntrico tempero?
Mas o cravo da índia tem as suas funcionalidades que vão além do uso culinário.

O cravo (da Índia), (Syzygium aromaticum) é uma árvore nativa das ilhas Molucas, na Indonésia. O botão de sua flor, seco, é utilizado como especiaria desde a antiguidade, empregado na culinária e na fabricação de medicamentos. O seu óleo tem propriedades antissépticas, sendo bastante utilizado em odontologia.


O cravo tem sido utilizado há mais de 2.000 anos, como uma planta medicinal. Os chineses acreditavam em seu poder afrodisíaco. O óleo do cravo é um potente antisséptico. Seus efeitos medicinais compreendem o tratamento de náuseas, flatulências, indigestão, diarreia, tem propriedades bactericidas e é também usado com anestésico e antisséptico para o alívio de dores de dente.

Ele também é usado no tratamento de micose, que costuma ser muito demorado e por isso deve se ter muita paciência e perseverança. Ele é um bom remédio caseiro para acabar com esses fungos.

No meio espiritual, o cravo da índia é conhecido por ter um grande poder na limpeza da aura. Se esteve recentemente doente, principalmente se for resultado de uma baixa energia vibracional, o cravo da Índia é um ótima opção para trazer mais vigor à sua vida.
Ele ajuda, ainda, a afastar o medo e a opressão.

Ao fazer um banho, você estará colocando as suas energias vibracionais mais elevadas. Ele ajuda também com uma limpeza para fortalecer o seu lado profissional, afetivo e espiritual. De modo geral, os banhos com cravo da Índia são ideais contra o mau olhado, a inveja e as energias negativas.

Lembre-se de que para ajudar o poder do banho, deve, ainda, imaginar coisas boas e manter a sua energia positiva.

O cravo da índia também é usado em defumação para o desenvolvimento mediúnico, acelera o processo de ligação dos campos espirituais entidade x médium. Na umbanda, os Orixás principais que têm ligação com a planta é Oxalá e Oxum. Quando mastigado auxilia e aumenta o magnetismo das pessoas ou da corrente magnética.


Bianca de Oxóssi

segunda-feira, 20 de novembro de 2017

Folhas de Café

Folhas de Café


O cafeeiro (Coffea sp.) é uma planta arbustiva da família Rubiaceae e do gênero Coffea L., da qual são conhecidas mais de 103 espécies. O café é preferencialmente cultivado em países de clima tropical, tanto para o consumo próprio quanto para exportação para países de clima mais frios.

Historicamente, os primeiros registros de consumo e uso do café se deu no início do século IX. Planta essa que é oriunda das terras altas da Etiópia (possivelmente também no Sudão e Quênia) e foi difundida a partir dos comércios com o povo Egípcio e Europeu. Há evidências de que tribos africanas conheciam o café desde a Antiguidade, estas moíam seus grãos e faziam uma espécie de creme utilizado para alimentar os animais e também dava energia para os guerreiros.  



As folhas do cafeeiro têm altos níveis de compostos fenólicos, como a mangiferina (reduzindo o colesterol, o risco de desenvolvimento do diabetes e por sua ação neuroprotetora) além de ésteres de ácidos hidroxinâmicos, antioxidantes (os quais ajudam no combate a doenças do coração, diabetes e câncer). Além de acelerar o metabolismo, levando à queima de mais energia, evitando que ela se torne gordura e se acumule em nosso corpo.
Dentre outras propriedades das folhas de Café estão o combate à fadiga, ao cansaço mental, diarreias, cólicas em geral, é estimulante digestivo e dilata os brônquios (ajuda em casos de bronquite e asma), além de ser analgésico, antidepressivo, digestivo, revigorante, e tônica.




O café, bem como suas folhas não tem apenas essas propriedades, essa planta também é poderosa na reconstrução energética de nossa aura. Naqueles momentos de extremo cansaço (tanto físico quanto mental) o café, sendo como chá das suas folhas, chá dos frutos ou até mesmo um banho, pode ser utilizado como reenergizador, afastando as energias negativas e os inimigos astrais. 

O café também pode ser utilizado nas defumações quando buscamos atrair sorte e prosperidade. Na procura de prosperidade, devemos buscar Oxumaré (Orixá das riquezas e da prosperidade financeira) e o café pode ser aliado em um dos seus banhos. O café também tem a irradiação de Xangô, devido a sua energia viril, altamente energética e revigorante desse Orixá. 

Victor de Oxumaré

sexta-feira, 17 de novembro de 2017

Espada de São Jorge ou Espada de Ogum

Espada de São Jorge ou Espada de Ogum
A espada-de-são-jorge ou espada-de-santa-bárbara, (Sansevieria trifasciata ou Sansevieria zeylanica) possui diversos nomes populares,  também chamada de língua-de-sogra, rabo-de-lagarto e sanseviéria, é uma planta herbácea de origem africana.

 Também é importante saber que é uma planta tóxica e que não deve ser ingerida. Pesquisas científicas indicam que esta planta produz uma quantidade considerável de oxigênio durante à noite, alem de ser encarregada da limpeza do ar, na liberação de benzenos, metanol (formol), xileno, tolueno, dentre outros.

A espada de São Jorge é conhecida como um amuleto que pode ser utilizada de diversas formas, ela atua fortemente contra a inveja e para afastar pessoas mal intencionadas ou que venham com o intuito de trazer discórdia. Ao se tratar do mal olhado e da proteção, aconselha-se que esta planta poderosa seja colocada em um vaso na porta de entrada da casa. No que diz respeito às pessoas que sofrem com energias negativas de terceiros,  essa planta também tem o poder de auxiliar.




Essa planta também pode trazer prosperidade para os moradores daquela casa, ou, caso as pessoas procurem prosperidade, neste caso deve-se ater para que a planta tenha em suas folhas bordas amareladas (conhecida também como Espada de Iansã, ou Espada de Santa Bárbara), o que contribui para que a prosperidade chegue mais rápido.

Acredita-se que ao retirar a energia negativa e o olho gordo do ambiente, a planta atrai coragem e determinação aos moradores da casa na qual ela se encontra.

quarta-feira, 15 de novembro de 2017

Saião

Saião

Dando continuidade ao nosso estudo sobre as ervas, no presente texto, iremos destacar algumas características interessantes sobre o Saião. Planta cujo nome científico é Kalanchoe brasiliense, é também popularmente conhecido como orelha-de- monge, coirama, folha-da-fortuna, folha-da-costa, folha da vida, dentre outros nomes. É uma planta de fácil acesso que vem se destacando devido à sua potencialidade no tratamento de diversos problemas, visto que possui diversas propriedades medicinais.

Na composição do saião são encontrados vários princípios ativos que o caracterizam como uma planta anti-inflamatória, antifúngica, antiviral, antimicrobiana, emoliente e cicatrizante. É indicado para o alívio de coqueluche, bronquite, asma e diversas infecções do trato respiratório. Como uso externo, recomenda-se seu uso para tratamento de queimaduras, dermatoses, contusões, cortes, dermatites e furúnculos, acnes, espinhas, calos e catapora, coceiras sem motivo aparente,  azia, gastrite, úlcera e desconfortos estomacais ou abdominais.



segunda-feira, 13 de novembro de 2017

Folha de maracujá

Folha de maracujá

A fruta maracujá é bem conhecida por sua propriedade calmante. Maracujá que do indígena significa “alimento dentro da cuia”. O maracujá é da família das trepadeiras, da espécie Passiflora Edulis de origem Passifloraceae.

A folha do maracujá tem as propriedades medicinais mais concentradas do que a polpa da fruta. É considerada uma planta medicinal e está na lista das 15 melhores ervas medicinais testadas no Brasil. Contém sais minerais, vitaminas A, B1, B2, C, entre outras. O consumo humano é feito através do chá. O chá da folha de maracujá pode ser combinado com camomila e cidreira.  É comumente feito por infusão de 100 gramas de folha para cada litro de água, adoçado com mel ou açúcar para tornar o gosto mais agradável. Deve ser ingerido de 300 a 400 ml por dia.

O chá da folha do maracujá é utilizado em tratamento de diversas doenças. Cientificamente comprovado, o poder de cura da folha do maracujá é utilizado como tratamento contra ansiedade e depressão. A toxina existente na folha do maracujá, em contato com o sistema nervoso central, tem poder calmante e relaxante muscular. Por este motivo o chá da folha do maracujá é um poderoso antidepressivo e ansiolítico.


sexta-feira, 10 de novembro de 2017

Boldo (Tapete de Oxalá)

Boldo (Tapete de Oxalá)

Nome Científico – Plectranthus barbatus Andrews.

Sinônimos – Falso Boldo, Boldo Brasileiro, Boldo de Jardim, Folha de Oxalá, Boldão.

Classificação – Morna ou Equilibradora.

Função – Cristalizar, Acessar, Desobstruir, Preparar.

Orixás – Oxalá, Oxum.

Cor Energética – branco cristalino ao leitoso.


Também conhecido como "Tapete de Oxalá", o boldo teve essa nomenclatura adaptada a partir das suas folhas aveludadas, esbranquiçadas ao toque, parecendo realmente “um tapete”. Ele possui um aroma intenso parecido com a hortelã. O boldo é indicado para tratar problemas digestivos, agindo rapidamente no estômago, ajudando no processo de digestão. Quando ingerido, tem um gosto amargo devido ao lactalona que é muito eficiente para a digestão de gorduras.

quarta-feira, 8 de novembro de 2017

Tiririca

Tiririca


Nome científico: Cyperus rotundus
Nomes populares: tiririca, capim-tiririca, tiririca-do-brejo, capim-dandá, erva-coco, junça-aromática.

A persistência e a agressividade da planta lhe dão fama. Cresce depressa sob sol pleno, se desenvolvendo preferencialmente em terrenos pobres, ácidos, mal drenados e erodidos ou com o solo à mostra.




Apresenta grande capacidade de tolerar a seca, o encharcamento e o calor intenso. O sombreamento constante e o frio enfraquecem a planta, que toma um crescimento mais lento. Multiplica-se por sementes, mas principalmente por hipertrofias e tubérculos subterrâneos.