terça-feira, 30 de março de 2021

Chakras e corpos sutis

                                                Chakras e corpos sutis


Seguindo o estudo proposto, cada Chakra orienta um corpo sutil, reino e constitui-se de pétalas em sua representação (também são chamados Padma, que significa lótus, porque são representados por uma flor de lótus com pétalas diferentes). Sugiro, para melhor entendimento, rever o texto do “Os CorposSutis” já publicado no nosso blog.

Pois bem. O Chakra BÁSICO orienta corpo físico e se relaciona ao reino mineral (sistema ósseo/cálcio e vitaminas:), sendo representado por 4 pétalas.

Já o Chakra SACRAL orienta o corpo etérico ou duplo etérico (aura) e se relaciona ao reino vegetal (sistema linfático, simpático e parassimpático), após a consciência perfeita dos minerais, sendo representado por 6 pétalas da flor de lótus.

O Chakra UMBILICAL orienta o corpo astral, relaciona-se com o reino animal (sistema circulatório, pele e tecidos), após a consciência perfeita dos minerais e vegetais, e é representado por 10 pétalas.

O Chakra CARDÍACO orienta o corpo mental concreto, relaciona-se com o reino hominal (sistema respiratório/crenças e valores), ainda está em desenvolvimento e é representado por 12 pétalas da flor de lótus.

 É de se observar que estamos desenvolvendo o reino hominal (do ser humano) representado pela por 12 pétalas na flor do chakra. Essas pétalas dizem respeito aos cinco sentidos já desenvolvidos nos seres humanos que são olfato, paladar, visão, tato e audição e as outras sete pétalas são os instintos em desenvolvimento que serão estudados em outra oportunidade (soberba, gula, preguiça, avareza, inveja, ira e luxúria), também conhecido como “Os 7 Pecados Capitais”.

O LARÍNGEO representa o corpo mental abstrato, relaciona-se com o reino angelical (sistema glandular/criatividade e espiritualidade), ainda por desenvolver, e é representado por 16 pétalas da flor.

 O Chakra FRONTAL orienta o corpo búdico e relaciona-se com o reino arcoangelical (desenvolvimento da intuição e mediunidade) e é representado por 96 pétalas da flor de lótus.

E, por fim o Chakra CORONÁRIO orienta o corpo átmico/atimo, está relacionado com o reino Divino (criação, realização e ação) e é representado por 986 pétalas.

Veja também a relação entre os chakras, glândulas e órgãos:

BÁSICO: Gônadas (ovários, órgão genitais internos, plexo lombar, rins, órgão reprodutores, útero, bexiga, intestino grosso);

SACRAL: suprarrenais (coluna, ossos, dentes, sistema excretor, extremidades inferiores, reto, testículos, órgão genitais e nariz);

UMBILICAL: Pâncreas (músculos, pele estômago, fígado, vesícula, pâncreas, baço, intestino delgado, sistema nervoso, duodeno, olhos);

CARDÍACO: Timo (coração, sangue, veias, artérias, sistema imunológico, timo, plexo torácico, esôfago);

LARÍNGEO: Tireoide (pulmão, brônquios, traqueia, tireoide, paratireoide, plexo cervical, faringe, laringe, cordas vocais, boca);

FRONTAL: Pituitária/hipófise (cérebro inferior, olho esquerdo, ouvidos, nariz, sistema nervoso);

CORONÁRIO: Pineal (cérebro superior, olho direito, cabelo, unhas).



Cada um dos sete chakras em estudo emitem energias para o perfeito funcionamento do sistema glandular do corpo físico, de todos os corpos sutis e no campo da consciência. A energia dos chakras é distribuída por canais (ou “nadis”) para as glândulas endócrinas no corpo físico que produzem os hormônios necessários ao perfeito funcionamento do sistema físico.

Por sua vez, os hormônios produzidos nas glândulas circulam no corpo físico através da corrente sanguínea para a harmonia da saúde. Assim, precisamos da energia da terra processada pelos minerais e vitaminas presentes nos alimentos, bem como do ar que respiramos impregnados de prana (energia vital) e da energia cósmica que entram em nossos corpos de energia.

As energias negativas e positivas ficam localizadas no chakra cardíaco que vai processar de acordo com suas experiências, gerando uma resposta que será manifestada no corpo físico ou no externo. Essas emoções são aglomeradas no corpo astral conforme a densidade e frequência que agem em uma das glândulas do sistema endócrino através do chakra.

Veja que os chakras interferem em todos os aspectos do ser humano ou em todos seus corpos e devemos sempre buscar o equilíbrio de cada um para a harmonia individual e da humanidade, já fazemos parte do todo e somos essenciais para ele.

Conhecer os Chakras e suas características é muito importante para buscar esse equilíbrio e desafiar cada ser humano a se superarem e autoconhecerem. Para isso é necessário observar qual chakra está em desequilíbrio, ou seja, com excesso ou falta de energia e, a partir de então,  iniciamos um movimento de autoaperfeiçoamento, que representa um impulso para o movimento, o crescimento, o aprendizado e a evolução.

A maneira ideal de saber como estão nossos Chakras é através do autoconhecimento. Mas como, às vezes, a autoanálise é difícil, temos algumas ferramentas que nos ajudam a perceber esses desequilíbrios e, no nosso caso, as orientações das entidades espirituais é muito importante para percebermos alguns desequilíbrios e ajustarmos essas energias para fluir sem interferência, além de outros métodos energéticos e espirituais.

Contudo, em especial, é muito importante destacar que o ganho de consciência, a vontade de fazer as mudanças necessárias para evolução, a observação da energia e vibração que você se mantém, a confiança nos seus guias, guardiões, anjos da guarda e mentores espirituais, suas firmezas e além da premissa “Orai e Vigiai”, são seus aliados para manter seus Chakras em equilíbrio e sua vida em harmonia, além de manter o valor maior da Umbanda em ação: AMOR E CARIDADE.

Que possamos caminhar sempre em rumo de nossa evolução pessoal e coletiva, juntamente com a Espiritualidade que nos ampara sempre.

Muito axé a todos.

Girlei de Iemanjá

Nenhum comentário:

Postar um comentário